Desde manhã que o céu da cidade de Torres Vedras é palco do 1º Festival Internacional de Papagaios do Parque Verde da Várzea e do 5º Festival Ibérico de Papagaios Estáticos e Acrobáticos. As mostras inserem-se nas comemorações do 12º aniversário do Parque da Várzea, e contam com a participação de várias dezenas de amantes desta modalidade nacionais e internacionais.

“O que fazemos é trazer este colorido e este movimento, trazer estes especialistas que não são profissionais para que possam fazer estas acrobacias” explica Carlos Soares, responsável da Associação Gil Papagaios, que, a convite da Câmara Municipal de Torres Vedras, operacionaliza o evento.

Três equipas espanholas, duas francesas e duas portuguesas participam no Festival Internacional. A primeira edição desta mostra partiu do desejo de “darmos um salto qualitativo, convidando franceses, além dos espanhóis.” Um caminho de internacionalização que Carlos gostaria de continuar no futuro. “Provavelmente, se estivermos cá no próximo ano, teremos italianos.” Isto porque, ressalva, “o objectivo é trazer mais equipas, mais colorido e mais atracção ao Parque Verde da Várzea.”

Festivais Internacional e Ibérico de Papagaios enchem de cor o céu de Torres Vedras
Esta associação juvenil de Alcochete, criada em 1997, promove, desde o seu início, várias modalidades que pretendem ocupar os tempos livres dos jovens. “Um dia, por mero acaso, levei-os para o Guincho para lançarem alguns papagaios. A partir daí nunca mais parámos” confessa, explicando que a seu cargo a associação conta com a organização do FIPA – Festival Internacional de Papagaios de Alcochete, o único evento internacional da modalidade no país. “Nunca imaginámos chegar onde chegámos.”

“É um espaço onde se concentram os amantes dos papagaios e todos os que gostam do ambiente e desta modalidade ao ar livre.” É assim que Carlos Soares resume o espírito em torno dos papagaios que ao longo do dia têm atraído centenas de famílias ao Parque Verde da Várzea. Em 2014, aquando do décimo aniversário do espaço, Torres Vedras acolhia o 4º Festival Ibérico. Hoje, parece que estão reunidas as condições para grandes demonstrações. “Temos um vento melhor que há dois anos atrás. E se assim continuar, teremos um espectáculo sem parar até às 19 horas.”

O dia conta, até agora, com todas as condições para lançar os papagaios, uns maiores, outros mais pequenos, mas todos com duas coisas em comum: além de coloridos, satisfazem os mais pequenos que acorreram ao Parque Verde da Várzea este Domingo. E se no céu a animação é muita, em terra acontece o mesmo, com a realização de ateliers de construção de papagaios. “Ao mesmo tempo deliciamos as crianças com os nossos papagaios trenó, de vareta de madeira fininha, para que, sendo leves, voem facilmente.”

Além dos papagaios que invadiram de cor e movimento o céu de Torres Vedras, o dia arrancou também com a inauguração do requalificado parque infantil do Parque Verde. Até às 18h os mais pequenos contam com diversas actividades pedagógicas, enquanto os adultos contam com um “mercado verde” de produtos hortícolas e artesanato. Um programa repleto de actividades que visa assinalar o 12º aniversário deste parque, e que se insere nas comemorações da Revolução dos Cravos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here