publicidade

CARNAVAL DE TORRES VEDRAS “INUNDA” LISBOA COM DESFILE CARNAVALESCO

Foram precisas 4 carruagens para levar quase 400 pessoas até Lisboa.

No Comboio do Carnaval de Torres Vedras reinou a festa, com música e boa disposição, numa viagem feita em ambiente de folia. A histórica estação do Rossio foi pequena para receber a Embaixada Real do Carnaval de Torres Vedras. A comitiva foi recebida em apoteose por lisboetas e turistas. Por entre aplausos, sorrisos e vivas, os populares saudaram o carnaval torriense com o espanto, a surpresa e a alegria estampados no rosto. A liderar a Embaixada do Carnaval estavam Suas Altezas os Reis do Carnaval – Dona Sarda Escalada Pápinokada e Dom Neptuno Kugardanho Kadum Tamanho – e a vice-presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues. Atrás deles, uma autêntica Parada Carnavalesca que fez, literalmente, parar o trânsito da capital. Ministros e Matrafonas, Lúmbias, Fidalgos, Marias Cachuchas, a banda OSGA, Cabeçudos e vários outros grupos de mascarados desfilaram até à Praça do Comércio. Pelo caminho, a rotina da cidade alterou-se para ver e saudar o Carnaval Torriense. No Ministério da Administração Interna, a Embaixada Real foi recebida pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e pelo secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel.

Ex-presidente da Câmara de Torres Vedras, foi com emoção que o governante saudou o “seu” carnaval. Da janela do Ministério, Suas Altezas Reais e os secretários de Estado saudaram uma multidão em êxtase, perante o espanto de populares e turistas, nacionais e estrangeiros. Foi em euforia que, todos juntos, cantaram o “Samba da Matrafona”, liderados pela sua autora, a cantora torriense Susana Félix que, da janela do Ministério, marcava o ritmo. Um momento verdadeiramente arrepiante.

Na ocasião solene, oportunidade também para uma distinção. A secretária de Estado do Turismo entregou aos Reis do Carnaval, a Medalha de Mérito Turístico Nacional, reconhecendo, assim, a importância do Carnaval de Torres Vedras no roteiro do turismo em Portugal.

Após a cerimónia, a comitiva carnavalesca fez o percurso de regresso a casa, numa espécie de “maré alta” feita de ondas de folia. E a cena repetiu-se. Pelo caminho, populares e turistas foram arrastados por um “mar de gente” e misturaram-se com os foliões, numa simbiose feita de festa, diversão e humor.

O objetivo estava cumprido. Esta “inundação” pacífica e divertida serviu para convidar todos a visitar a cidade de Torres Vedras, de 09 a 14 de fevereiro, e mergulhar no Carnaval mais português de Portugal, este ano com o tema “Mares e Oceanos”.

Foto: Inês Mourão

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.