publicidade

‘4242’ faz um ano amanhã dia 25 de Abril.

Sara foi entretanto distinguida com uma bolsa de estudos da Fundação Disney para a licenciatura em cinema na CalArts (California Institute of Arts), em Los Angeles, onde vai começar em Agosto. Esta escola teve alunos como Tim Burton e Sofia Coppola.

A anatomia de ‘4242’, um ano depois

Começou por ser um pequeno teste. À capacidade de contar uma história. Havia apenas um poema escrito pela jovem moldava Cristina Caldararu, de 17 anos, sobre os seus sentimentos contraditórios enquanto recém-imigrante em Portugal.

Sem saber falar a língua portuguesa, longe de casa, da família e dos amigos. Sara Eustáquio, de 16, era colega de turma da Cristina. E gostou do que leu. Talvez desse um pequeno filme experimental. E assim nasceu ‘4242’.

Rodado entre Óbidos, Torres Vedras e Lisboa. Sem orçamento. Sem equipamento. Sem locais de rodagem definidos. Sem atores. Havia a Cristina, que se manifestou disponível para interpretar a sua própria história, e a ideia da Sara: transformar o poema em imagens em movimento.

Cinco dias após muitos quilómetros percorridos e algumas horas de gravações, Sara chegou a casa e pensou em desistir do projeto. Estávamos em Dezembro de 2015. Quatro meses depois, voltou a pensar no assunto e acabou por passar a noite de 24 de Abril a tentar editar aquela amálgama de imagens. E gostou do que tinha: 10 minutos de qualquer coisa.

Na madrugada de 25 de Abril, Sara Eustáquio fez mais uma noitada, para a produção e montagem de som. E nesse dia, à tarde, mostrou o resultado final à família.
O veredicto foi unânime: não está mau. Talvez possas enviar isto para um festival de cinema ou coisa do género.
Um ano depois, ‘4242’ recolheu cerca de três dezenas de prémios internacionais e esteve em competição oficial em mais de 100 festivais de cinema em 28 países.

(http://www.imdb.com/title/tt5680176)
Sara Eustáquio & Cristi Caldararu & 4242

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.