publicidade

A edição de 2020 da “Temporada Darcos” chegou ao seu término com um concerto de Natal realizado nos dias 12 e 13 de dezembro, respetivamente, no Centro Pastoral de Torres Vedras e na Igreja de São Francisco (Alenquer).

Este concerto foi protagonizado pela conceituada soprano Sara Braga Simões e pelo pianista Hélder Marques, membro do grupo Ensemble Darcos, que interpretaram canções de Natal e outras, de autores diversos, maioritariamente portugueses, as quais foram desde as melodias populares harmonizadas por Lopes-Graça ou Fauré até à singela e universal Stille Nacht de Gruber.

Recorde-se que a “Temporada Darcos” constitui-se como uma iniciativa singular no panorama artístico na qual se interpreta e divulga a música clássica segundo diversas abordagens dadas por autores europeus de referência, sendo dirigida pelo compositor e maestro torriense Nuno Côrte-Real. Os espetáculos da “Temporada Darcos” são na sua maioria interpretados pelo grupo Ensemble Darcos. De realçar que aclamados solistas e orquestras nacionais e internacionais têm participado nesta iniciativa. Tendo como ponto de partida o concelho de Torres Vedras, e sendo coorganizada pela Câmara Municipal de Torres Vedras, a “Temporada Darcos” teve em 2020 a sua 13.ª edição.

De referir que devido à pandemia provocada pela doença COVID-19, a maior parte dos concertos programados para este ano no âmbito da “Temporada Darcos” foram cancelados.

Os que se realizaram foram os seguintes: Agora muda tudo, um concerto baseado em canções criadas por Nuno Côrte-Real a partir de textos de José Luís Peixoto, as quais foram interpretadas pela consagrada cantora Maria João e pelo grupo Ensemble Darcos, tendo este espetáculo sido apresentado no Budapest Music Center (Hungria), no Teatro-Cine de Torres Vedras e no Fórum Luísa Todi (Setúbal), nos dias, respetivamente, 28 de janeiro, 1 e 2 de fevereiro; o concerto do Dia de S. Valentim, que aconteceu no dia 14 de fevereiro, no restaurante do Hotel Golf-Mar, o qual foi levado a cabo pela cantora Sofia David e pelo pianista João Malha; o concerto Mozart e Schumann, interpretado pelo Ensemble Darcos, nos dias 26 e 27 de setembro, no Hotel Dolce Campo Real; e o concerto Time stands still, o qual foi interpretado pela soprano Ana Quintans e pelo Ensemble Darcos, nos dias 16, 17 e 18 de outubro, respetivamente, no auditório da Caixa Geral de Depósitos (Lisboa), na Adega Cooperativa de S. Mamede da Ventosa e na Casa Santos Lima (Alenquer).

Refira-se ainda que o Ensemble Darcos é um dos mais prestigiados grupos de câmara portugueses da atualidade. Criado em 2002 por Nuno Côrte-Real, tem como formação-base os músicos Filipe Quaresma, Gaël Rassaert, Hélder Marques e Reyes Gallardo, sendo que regularmente integram este grupo outros músicos de excelência oriundos de diversas geografias.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here