publicidade

“As expectativas são as mesmas de sempre: que a Feira de São Pedro possa ser, como tem sido ao longo da história, um espaço que mostra o que o concelho e a região têm para oferecer.” É assim que César Costa resume o grande objectivo que surge na organização de cada edição de uma das maiores feiras generalistas do país. A poucas horas da abertura das portas, o Torres Vedras Web esteve à conversa com César Costa, Presidente da Promotorres, Catarina Avelino e Raquel Luz, da administração da empresa torriense.

“Uma das coisas que acho muito interessante, enquanto visitante, é que sou capaz de vir à Feira todos os dias e não encontro uma pessoa conhecida” conta Catarina Avelino, que se encontra a viver pela primeira vez a experiência da organização deste evento. “Isso também é reflexo de que vem muita gente de fora.” No ano passado, mais de 230 mil pessoas passaram pela Expotorres durante os habituais 11 dias de certame – a edição mais visitada da última década -, e este ano a organização parece mesmo querer elevar a fasquia. A transmissão dos jogos do Campeonato Europeu de Futebol (através de um ecrã na zona de bares), a primeira edição do Vinho nas Linhas e as previsões de bom tempo fazem a equipa acreditar que se pode “ultrapassar largamente” o número da última edição. “É um marco na nossa região” concluem.

É no centro do Pavilhão Multiusos que os visitantes vão poder encontrar o Vinho nas Linhas, a primeira edição de uma feira de vinhos que irá contar com a presença de 18 produtores. “Vai ser um espaço só dedicado aos vinhos, essa é a grande novidade” explica Catarina Avelino. Ali será possível adquirir um copo “a um preço muito simpático” e fazer degustações durante todo o período da Feira. As novidades estendem-se também à restauração, que conta este ano com mais um restaurante. Ao todo serão cinco os espaços que prometem fazer as delícias dos milhares de visitantes que por ali passam. “Sabemos que se tivéssemos 6, 7, 8 ou 10 teríamos sempre resposta para a restauração. Não conseguimos este ano, mas quem sabe se assim é no futuro” acrescenta, abrindo portas a futuros upgrades.

Uma equipa renovada

Esta não é a primeira vez que Raquel Luz colabora na Feira de São Pedro. Mas o novo desafio deixa notar uma postura diferente. “Sinto-me muito mais crítica a olhar para as coisas e a valorizar o trabalho das pessoas que estão por trás, tudo aquilo que fazem para as coisas acontecerem como deve ser” explica. Já Catarina Avelino confessa que “isto é tudo novo e muito emocionante, porque é uma preparação longa e complexa, mas vai ter resultados fantásticos.” O entusiasmo está espelhado nos rostos desta equipa renovada, que agora constitui o Conselho de Administração da Promotorres.

A Feira de São Pedro arranca hoje e a Promotorres não tem dúvidas: "É um marco na nossa região"
A transmissão dos jogos do Campeonato Europeu de Futebol, a primeira edição do Vinho nas Linhas e as previsões de bom tempo fazem a equipa acreditar que se pode “ultrapassar largamente” o número da última edição.

“Sinto-me muito satisfeito com este contexto que se criou de um novo Conselho de Administração, porque o facto de a Catarina e a Raquel estarem há pouco tempo obriga a pensar e falar nos assuntos de outra maneira” avança César Costa. “As organizações precisam muito destas mudanças. Traz novos ciclos, outra vitalidade e outras ideias, e de certeza que a Promotorres vai ganhar muito por terem entrado pessoas novas” sublinha o Presidente da Empresa Municipal, que não deixa de salvaguardar que “as pessoas que fizeram este evento durante tantos anos merecem o nosso maior respeito e, no meu caso particular, a maior admiração porque foram eles também que me transmitiram muitas coisas e que deram muito a este evento – e a outros – durante muitos anos.”

Na presidência da empresa desde Março, César Costa reforça. “A nossa expectativa é conseguir também deixar um legado na mesma linha daquilo que aconteceu.” Para isso, a equipa destaca uma “colaboração imensa quer da parte dos nossos técnicos – são muitos os que estão no terreno – quer de todos os nossos expositores, que são 200. Sem a colaboração de todos eles não seria possível.” Um caminho que se traça para que este também seja “um espaço de encontro, de socialização, em que as pessoas vêm para se divertir, comer e encontrar amigos. Essa é a história da Feira e temos como expectativa que a deste ano também o consiga fazer” acrescenta.

“Venham visitar-nos, temos mais de 200 expositores que vêm mostrar o que de melhor fazem. E venham provar os nossos vinhos da região de Lisboa!” É Raquel Luz quem começa por fazer o convite a todos os torrienses. “Não deixem de vir à Feira de São Pedro, independentemente dos jogos, do tempo, da carteira estar mais ou menos recheada. Venham, visitem e provem, porque vale a pena” acrescenta Catarina Avelino, que não deixa margem para dúvidas. “A nossa Feira é boa e cada vez vai ser melhor.”

 

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.