A Câmara Municipal de Torres Vedras esteve reunida publicamente, esta manhã, em Ponte do Rol, onde Sérgio Galvão participou pela última vez. O vereador socialista cessa funções a 30 de Setembro devido a um novo desafio profissional, e hoje o dia foi de despedida entre os colegas do Executivo Municipal. “O meu sentimento é de grande gratidão com os torrienses” disse Galvão ao Torres Vedras Web no final de uma manhã de emoções. “Saio de consciência perfeitamente tranquila de todo o trabalho que executei ao longo destes anos” afirma.

 

À passagem pela vereação, o torriense soma ainda o desempenho de funções nos conselhos de administração dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) e da Promotorres. Ao balanço “extremamente positivo” traçado por Catarina Avelino, César Costa acrescenta o agradecimento “pela confiança que me foi dada quando me foi feito o convite para entrar para a Promotorres, e por tudo o que me deu oportunidade de aprender.” Após os elogios desenhados pelos membros do Conselho de Administração da Empresa Municipal chegam as palavras dos vereadores da oposição. Sérgio Cipriano, da CDU, Hugo Martins e Luís Aniceto, do PSD, admitem que esta é uma saída que se fará sentir.

A última reunião de Câmara de Sérgio Galvão. "Mais do que saber entrar na política, é preciso saber sair"

 

E se o trabalho desenvolvido ao serviço da autarquia não foi “poupado”, também as características pessoais mereceram palavras de reconhecimento. Para muitos, a amizade parece ser “o que fica” do percurso deste homem da política torriense, como destaca Bruno Ferreira, vereador socialista. Laura Rodrigues, Vice-Presidente da Câmara Municipal, conta como “apanhou” a fase “das condições difíceis, que é a melhor altura para avaliar se as pessoas são capazes.” Nesse contexto, conclui, “o trabalho do vereador Sérgio Galvão foi um trabalho de rigor, equilíbrio e consensos.”

Hélio Gomes, Presidente da Junta de Freguesia da Ponte do Rol (que acolheu esta reunião descentralizada do Executivo), lembrou uma relação que já vem de longe. “Fomos colegas de escola, amigos de praia… Partilhámos várias coisas.” E aponta. “Só tenho a dizer bem.”

A última reunião de Câmara de Sérgio Galvão. "Mais do que saber entrar na política, é preciso saber sair"

 

“Tenho essa disponibilidade para ser candidato à Câmara Municipal e convidei o Sérgio para continuar a fazer parte desta equipa” disse Carlos Bernardes, depois de ter anunciado, no Domingo, que seria o candidato do PS à presidência da autarquia torriense. ” Ele entendeu que era a hora de partir para um novo desafio profissional, e nesse sentido desejo-lhe as maiores felicidades.”

E se Hugo Lucas afirma que “o Sérgio tem Torres Vedras no coração”, são muitos os que desejam que “continue por perto” e os que abrem portas a um regresso futuro. Mas o ainda vereador esclarece. “Neste momento vou me dedicar e focar neste novo projecto.” Sobre o futuro nada diz, até porque “na política às vezes o que se diz hoje é verdade e amanhã é mentira.” Resta, por isso, aguardar. “Há nove meses atrás também não diria que ia sair agora. Vamos aguardar serenamente… Agora quero é focar-me no meu novo objectivo.”

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here