Centro Hospitalar do Oeste passa a ser Entidade Pública Empresarial
publicidade

A acção deu entrada no passado dia 23 de Abril alegando que as actuais instalações não servem os utentes.

A Acção em tribunal para condenar Estado a construir um novo hospital em Torres Vedras foi da autoria de António Moreira, deputado municipal, alegando que as actuais instalações não servem os utentes e que a actual unidade do Centro Hospitalar do Oeste funciona em instalações alugadas pela Santa Casa da Misericórdia, a quem o Ministério da Saúde paga por mês 20 mil euros, de acordo com a Rádio Oeste.

António Moreira, advogado e deputado municipal do PSD em Torres Vedras, deu entrada da acção no dia 23 de Abril no Tribunal Administrativo de Lisboa e recorda que esta unidade do Centro Hospitalar do Oeste “funciona num edifício construído há várias décadas, encontrando-se desadequado e inapto a cumprir essa função”.

Segundo a Rádio Oeste, o deputado municipal lembra ainda que o direito à protecção saúde é um direito universal e que o Estado deve o acesso à saúde a todos os cidadãos através do Serviço Nacional de Saúde.

Créditos de imagem: Centro Hospitalar de Torres Vedras

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here