publicidade

AdegaMãe. Mais uma grande vindima em perspectiva

No início de Agosto, contam-se já os dias para o início da vindima na AdegaMãe, o projecto vitivinícola e de enoturismo que se destaca em Torres Vedras, a um passo de Lisboa. Num ano mais seco do que o normal, em que a temperatura média foi ligeiramente mais elevada, o processo de maturação correu mais célere e a perspectiva aponta para um início de colheita antecipado, quando comparado com o que sucedeu no ano passado. Já a partir do dia 15 de Agosto, deverão portanto começar a entrar as primeiras uvas na AdegaMãe.

“Creio que vai ser uma vindima muito interessante. A temperatura mais alta potencia fruta mais madura, ou seja, no final poderemos vir a ter vinhos com mais potência, talvez com uma acidez mais contida. As videiras estão muito equilibradas e apontam a uma boa produção. Vai ser uma vindima muito desafiante, e mais uma vez com belos vinhos em perspectiva, muito originais, como é característico da nossa região”, afirma Diogo Lopes, enólogo da AdegaMãe.

Depois da primeira vindima, em 2010, a AdegaMãe afirmou-se como produtor de referência na Região de Vinhos de Lisboa, sendo mesmo considerada Empresa do Ano em 2015, distinção atribuída nos prémios referência no sector do vinho em Portugal, pela Revista de Vinhos. Para além da marca de referência (Dory), a AdegaMãe lançou recentemente uma nova marca topo-de-gama (AdegaMãe Terroir). E foi precisamente o AdegaMãe Terroir Branco, o primeiro vinho da história da Região de Vinhos de Lisboa a alcançar um prestigiante Prémio Excelência, também da Revista de Vinhos.

Com uma gama de vinhos marcada pela originalidade, em muito graças à influência do clima atlântico (as vinhas da AdegaMãe estão localizadas na freguesia da Ventosa, a apenas 7 Km do mar) e à mineralidade dos solos, a AdegaMãe tem vindo a destacar-se no mercado nacional e internacional (as exportações representam 60% das vendas). Ainda em 2017, serão lançadas mais duas novas referências no mercado.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.