publicidade

Vindima 2017. AdegaMãe ultrapassa fasquia do milhão de Litros.

Na sequência de um ano mais quente, em que o processo de maturação das uvas foi mais acelerado, a vindima decorre em excelente ritmo na AdegaMãe, com a casa de Torres Vedras apontar a um novo recorde de produção, ultrapassando pela primeira vez a fasquia do milhão de litros.

Naquela que é apenas a oitava vindima da empresa do Grupo Riberalves, que iniciou actividade em 2010, a colheita de uvas brancas é a mais adiantada. No final de Agosto e ao longo de Setembro será terminada a colheita de uvas tintas, que implicam um processo de maturação mais demorado.

O crescimento da produção da AdegaMãe está directamente relacionado com a dinâmica que a empresa tem vindo a registar no mercado, com um crescimento global de vendas na ordem dos 25%. A AdegaMãe exporta cerca de 65% da sua produção para mercados como os Brasil, Estados Unidos e Ásia, mas a grande aposta desenvolvida no mercado nacional, nomeadamente na Grande Lisboa, dá igualmente os seus resultados, com um crescimento na ordem dos 32%.

“Temos uma adega desenhada para uma produção máxima na ordem de 1,5 milhões de litros. Temos vindo a crescer gradualmente, de acordo com a nossa estratégia, e 2017 representa já mais um salto importante na nossa actividade”, explica o enólogo Diogo Lopes.

“O principal dínamo deste crescimento são os consumidores; os nossos vinhos são cada vez mais reconhecidos e impõem gradualmente o seu nome no mercado. Queremos continuar a crescer, não apenas na exportação, mas igualmente em Portugal e, particularmente, em Lisboa. Como costumamos dizer, Lisboa está a reconhecer cada vez mais a qualidade dos seus próprios vinhos. Vamos continuar a fazer a nossa parte para chamar a atenção das pessoas para essa qualidade”, termina o enólogo da AdegaMãe.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.