O dia-a-dia de um prédio conta com diversos problemas que nem sempre são fáceis de resolver. Quando nos deparamos com eles, rapidamente nos deslocamos a empresas como a Adiurbana, que se centra na administração e manutenção de condomínios. “Desde manutenções eléctricas a portões, garagens, controlo de limpeza, clarabóias… Fazemos todas as manutenções de que um condomínio precisa” explica Pedro Barreira, que veste a camisola da empresa há nove anos. Tarefas tão distintas e que são decisivas para o bem-estar de todos. “Desde a porta da entrada até ao telhado”, tudo passa por esta administração.

“Tentamos cumprir e não deixar coisas por fazer, para que corra tudo dentro da normalidade. Tentamos resolver os problemas ao máximo” explica Mauro Gonçalves. Os dois formam a equipa de manutenção directa que assegura 200 edifícios com mais de 3000 condóminos. “O feedback positivo é o mais importante” asseguram, lembrando que “às vezes também fazemos de bombeiros: tiramos pessoas de elevadores e arrombamos portas para as pessoas entrarem.” Um trabalho que, além da técnica, requer paciência para saber lidar com as personalidades de quem encontram. “Há pessoas que são uma simpatia, mas há outras que lançam mesmo a casca da banana” conta Mauro, entre risos, ao fim de três anos na empresa. As histórias caricatas que preenchem o dia-a-dia desta dupla parecem não ter fim. “O melhor é começar a fazer um livro das memórias diárias” diz Sandra Vicente Sabino, gerente da Adiurbana.

Adiurbana, 16 anos de administração e manutenção de condomínios
Pedro Barreira e Mauro Gonçalves executam a manutenção dos condomínios da Adiurbana.

“Administramos condomínios, as partes comuns dos edifícios, asseguramos todo o tipo de manutenção e alguma limpeza. Tudo o que são serviços necessários à recuperação de algum componente do edifício, nós asseguramos.” Tarefas que não se cingem apenas a Torres Vedras, mas ainda a concelhos como Lourinhã, Peniche, Mafra, Arruda dos Vinhos e Alenquer. “Trabalhamos numa zona rural, em que os preços que praticamos são muito baixos. O serviço que tentamos prestar é de qualidade.”

16 anos de crescimento

“Trabalhei quatro anos numa empresa de gestão de condomínios. Cansei-me, despedi-me e fui para casa.” Seis meses depois, havia de ser um antigo sócio dessa empresa a desafiar Sandra para abrir uma empresa. “Aceitei o desafio!” conta, sobre a empresa que entretanto passou a gerir sozinha. Um trajecto com 16 anos de “bastante crescimento”, que começou numa pequena sala alugada na Avenida Humberto Delgado e que agora se encontra nas amplas instalações da Travessa das Oliveiras.

Adiurbana, 16 anos de administração e manutenção de condomínios
Sandra Vicente Sabino esteve à conversa com o Torres Vedras Web na loja de Torres Vedras.

“As pessoas deparam-se muito com o problema da falta de pagamento. E procuram-nos porque não têm tempo para andar a procurar os vizinhos que não pagam.” Mas se os problemas económicos estão em destaque, também a construção dos edifícios está, muitas vezes, em cima da mesa. “Houve um boom muito grande de construção e se calhar não foi feito nem com a qualidade nem com os materiais que devia ter sido.” Uma causa que dificulta a vida, não só de quem de quem lá habita, mas também de quem assegura a manutenção . “Os prédios novos dão-nos mais problemas do que os prédios mais antigos. Isso hoje em dia é um dos grandes problemas das administrações.”

As dez pessoas que integram esta equipa partilham o mesmo objectivo. “Tentar, com poucas receitas, fazer um trabalho de qualidade. Não voltamos as costas, estamos sempre disponíveis. Não fechamos nenhum dia por semana.” E se o trabalho de manutenção dos condomínios parece não parar de crescer, Sandra lembra outro “papel” que têm vindo a desempenhar na sociedade. “Não somos só administradores. Somos padres, psicólogos e centros de dia” conta. “As pessoas procuram-nos não só para resolver o problema que têm, mas essencialmente para ter um bocadinho de companhia e com quem desabafar.” Uma vertente “social e humana” que parece continuar a crescer.

Adiurbana, 16 anos de administração e manutenção de condomínios
As lojas da Adiurbana em Torres Vedras e na Lourinhã.

Com a loja da Lourinhã a assinalar o primeiro aniversário durante este mês, Sandra explica outros dos factores que fazem com que a Adiurbana marque a diferença. “Destaca-mo-nos porque trabalhamos com gestores de condomínios. Conseguimos ter uma relação mais próxima com o nosso cliente.” Isto porque, desenvolve, “o cliente sabe com quem tem de falar e aquela pessoa conhece e acompanha os problemas reais daquele condomínio.” Uma linha de trabalho que tem vindo a colher sucesso. “Estamos a conseguir manter os nossos clientes. Portanto, é porque as coisas estão a correr bem!” Quanto ao futuro, não tem dúvidas. “É sempre para cima!”

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here