Alunos de Torres Vedras desenvolvem protótipo de um satélite de reduzidas dimensões
publicidade

Os seis alunos do Externato de Penafirme vão participar na Final Nacional do prestigiado concurso Cansat Portugal.

A equipa PetroSat do Externato de Penafirme formada por seis alunos, de idades compreendidas entre os 17 e os 18 anos, e coordenada pelo professor Nuno Bettencourt, vai participar na Final Nacional do prestigiado concurso Cansat Portugal,com um protótipo de um satélite de reduzidas dimensões.

O concurso Cansat Portugal é um projeto educativo do ESERO Portugal, organizado pela Ciência Viva e pela Agência Espacial Europeia (ESA), e irá decorrer na ilha de Santa Maria, Açores, de 2 a 5 de maio.

A equipa tem como missão primária “a recolha de dados de temperatura e pressão e a comunicação por radiofrequência”. Já como missão secundária, “estamos a desenvolver um projeto que procura simular um robô para análise multiespectral de solo em planetas telúricos, com radiações do espetro visível (RGB) e ultravioleta com o objetivo de ser possível explorar microscopicamente uma zona, de modo a obter informações sobre a composição do seu solo”.


Na fila de trás, da esquerda para a direita:
–  António Fernandes de Oliveira, 17 anos, capitão da equipa e responsável pelo cálculo;
–  Pedro Batista, 17 anos, responsável pela programação e eletrónica;
–  Francisco Reis, 17 anos, responsável pela mecânica e eletrónica;
–  Xavier Serra, 17 anos, responsável pela ótica e programação;
Na fila da frente, da esquerda para a direita:
–  Bruna Santos, 18 anos, responsável pela organização e design;
–  Nuno Bettencourt, professor coordenador do projeto;
–  Eduarda Santos, 18 anos, responsável pela divulgação e documentação.
publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here