Alunos do Curso Técnico de Turismo recebem grupo de visitantes franceses
publicidade

No âmbito do seu Projeto Integrador de Curso, “Meeting Point | Tourisme Rendez-vous”, os alunos receberem um grupo de jovens franceses, oriundos da cidade francesa de Deuil-la-Barre.

Ser Técnico de Turismo é, numa primeira abordagem, ser anfitrião, gostar e saber receber. E foi isso mesmo, que no passado dia 30 de abril, os alunos de 1º ano do Curso Técnico de Turismo da ESCO, Turma T7, acompanhados pela Coordenadora de Curso, Marta Matos, a professora de “Comunicar em Francês”, Ana Dulce Sobral e ainda o Coordenador do Museu do GEAL Lourinhã, Alexandre Audigane, fizeram.

No âmbito do seu Projeto Integrador de Curso, “Meeting Point | Tourisme Rendez-vous”, o qual, numa lógica de articulação curricular, desafia os alunos a desenvolverem várias atividades teórico-práticas que estimulem, entre outras, a aquisição de competências nos idiomas de Inglês e Francês, os alunos receberem um grupo de jovens franceses, oriundos da cidade francesa de Deuil-la-Barre, e acompanharam-nos numa visita guiada à fantástica Vila de Óbidos e ao evento “Festival do Chocolate”.

Assim, depois de uma sessão de acolhimento e apresentação do programa do dia desenvolvida pelos alunos no espaço do Turismo Centro de Portugal – delegação Óbidos, seguiu-se a exploração da Vila e dos seus principais recursos, de forma pedestre, e através da constituição de pequenos grupos mistos entre os visitantes franceses e os alunos de turismo que aqui assumiram o papel de “guias turísticos”.

E porque o Turismo é igualmente um setor de “Pessoas para Pessoas”, durante o tempo que passaram juntos na Vila de Óbidos, os jovens de ambos os países aproveitaram ainda para se conhecer melhor e recolher algumas características sobre o perfil individual do visitante.

Por tudo isto, esta atividade foi batizada com o nome “Les Lieux et les Gens” (os lugares e as pessoas), e foi muito prazeroso assistir, finda a atividade, à interessante partilha das informações recolhidas, onde participaram, em equipa, os jovens franceses e os alunos portugueses.

Neste projeto, onde também se celebrou a multiculturalidade, ficou uma vez mais bem explícito, que, apesar das diferenças, como alguém dizia, “é muito mais aquilo que nos une dos que o que nos separa”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here