publicidade

Amaro Antunes ganha etapa e José Neves veste amarela 

Os corredores portugueses assumiram o protagonismo na segunda etapa do Troféu Joaquim Agostinho. Amaro Antunes (W52-FC Porto) foi o primeiro a cortar a meta no alto de Montejunto, depois de percorridos 155 quilómetros, desde Sobral de Monte Agraço. O sub-23 José Neves (Liberty Seguros/Carglass) subiu ao comando da geral individual.

 A etapa foi disputada a alta velocidade, com constantes ataques de grupos numerosos e resposta, no pelotão, das equipas menos representadas nas fugas. Esta situação fez com que o desgaste se acumulasse antes da chegada aos 7,6 quilómetros finais, sempre a subir, até ao Avenal e ao alto de Montejunto.

Amaro Antunes atacou de longe e conseguiu isolar-se, cortando a meta ao fim de 3h51m52s de prova. O adversário mais direto foi Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 23 segundos. O terceiro classificado foi o campeão nacional de contrarrelógio na categoria de sub-23 e recente vencedor da Volta a Portugal do Futuro, José Neves.

“A equipa tinha como objetivo ganhar esta etapa. Ataquei logo no início da subida, lançado por um colega. Era esse o plano, servindo de teste para a Volta a Portugal e para avaliar a condição neste momento. Aguentei toda a subida e ganhei. Não deu para chegar à camisola amarela, porque a corrida começou mal, com uma queda no prólogo, mas vamos lutar pela vitória até ao último dia”, prometeu Amaro Antunes.

O terceiro lugar no alto de Montejunto deixou José Neves no topo da geral individual, algo que surpreendeu o ciclista sub-23, que soube da novidade apenas quando chegou ao pódio para vestir a camisola da juventude. José Neves comanda com 11 segundos de vantagem sobre Amaro Antunes e 23 face a Rinaldo Nocentini.

“Tenho uma equipa espectacular e tudo faremos para conservar a camisola amarela até ao fim da corrida. Esta semana tem sido de viragem na minha carreira”, admitiu o novo comandante, que continua a demonstrar dotes de trepador, escondidos até à Volta a Portugal do Futuro da última semana.

O Montejunto ajudou a definir a classificação, mas tudo continua em aberto, pois as diferenças ainda são curtas. A W52-FC Porto, com três homens nos dez primeiros, e o Sporting-Tavira, com dois no top 10, são as formações com mais armas para dar a volta à classificação.

Amaro Antunes não conseguiu vestir a amarela, mas comanda as classificações por pontos, da montanha e do combinado. César Martingil (Liberty Seguros/Carglass) está na frente das metas volantes e José Neves acumula a juventude com a geral individual. A W52-FC Porto continua na frente da classificação por equipas.

A terceira etapa do Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho, a disputar neste sábado, divide-se em dois setores. De manhã os corredores vão pedalar ao longo de 78 quilómetros, desde Atouguia da Baleia, de onde partem às 10h00, até ao Vimeiro, onde chegam cerca das 12h00, na curta mas inclinada rampa para o Centro de Interpretação da Batalha do Vimeiro. O setor vespertino é o tradicional Circuito de Torres Vedras, ao qual serão dadas cinco voltas, totalizando 111 quilómetros. A partida será dada às 16h00, antecedida da inauguração da Rotunda Pelotão, prevendo-se a chegada para perto das 18h30.

Classificações

2.ª Etapa: Sobral de Monte Agraço – Montejunto, 155 km

1.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), 3h51m52s (Média: 40,058 km/h)

2.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 23s

3.º José Neves (Liberty Seguros/Carglass), a 32s

4.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 1m00s

5.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), mt

6.º Manuel Sola (Caja Rural-Seguros RGA), a 1m03s

7.º Pablo Torres (Burgos BH), a 1m11s

8.º João Benta (RP-Boavista), mt

9.º Hugo Sancho (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 1m14s

10.º Sérgio Paulinho (Efapel), mt

Podio segunda etapa

 

Geral Individual

1.º José Neves (Liberty Seguros/Carglass), 7h35m47s

2.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 11s

3.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), a 23s

4.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 26s

5.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 38s

6.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 40s

7.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), a 54s

8.º João Benta (RP-Boavista), a 57s

9.º Pablo Torres (Burgos BH), a 1m04s

10.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 1m06s

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.