publicidade

De 29 Março a 07 de Abril o TorresVedrasWeb promoveu um inquérito online intitulado “Quem é o teu candidato favorito para a Câmara Municipal de Torres Vedras”.

Participaram 676 seguidores, 75% do sexo masculino e 25% do sexo feminino.

De acordo com os dados recolhidos, António Esteveira faz para o TorresVedrasWeb, uma análise dos mesmos

Continuando a partir do princípio que é melhor ter alguma informação para analisar que nenhuma, procura-se aqui fazer uma análise aos resultados dos dois inquéritos às preferências de candidaturas autárquicas que foram lançados pela Torres Vedras Web aos seus seguidores.

Recordemos antes de mais as limitações da amostra. Não se trata de fazer sondagens eleitorais, mas apenas interagir com os seguidores da “Tua Cidade Online” no sentido de poderem mostrar a sua preferência. Estamos a falar apenas de um universo de seguidores do site Torres Vedras Web, que estiveram em contacto com o inquérito e tiveram o interesse e a disponibilidade para participar. Não podemos pois extrapolar estes resultados para o potencial universo de eleitores do concelho.

Passemos à comparação entre o inquérito lançado em Outubro/Novembro de 2016 e o agora lançado em Março/Abril de 2017.

O primeiro apontava 10 personalidades que no entender da Torres Vedras Web seriam potenciais candidatos à autarquia torreense, sem que nenhuma candidatura tivesse sido oficialmente anunciada. Arrumados os candidatos por área política verificava-se que na área do PS (2 nomes) existiam 51% das preferências, na área do PSD (4 nomes) 43% das preferências, na área do PP (2 nomes) 5% das preferências e na área da CDU (2 nomes), 2% das preferências.

O segundo inquérito é substancialmente diferente na base, uma vez que identifica já os candidatos oficialmente conhecidos – Carlos Bernardes (PS), Marco Claudino (PSD), Sérgio Cipriano (CDU). Outra inovação tem a ver com o facto de se identificarem partidos ou outras formações potencialmente candidatos às eleições sem que, à data do lançamento do inquérito se conhecesse o nome do candidato. Assim, e nesta fase, Marco Claudino surge com 38,2% das preferências, seguido de Carlos Bernardes com 33,4% e de Sérgio Cipriano com 8%

Partindo desde já para a comparação possível entre os dois inquéritos constata-se que:

Os 2 nomes da área do PS identificados em Outubro/Novembro recolhiam 51% das preferências, enquanto o candidato já oficializado pelo PS, Carlos Bernardes consegue nesta segunda ronda apenas 33,4% das preferências.

Os 4 nomes da área do PSD e os 2 nomes da área do PP identificados em Outubro/Novembro recolhiam em conjunto 48% das preferências, e o candidato oficializado pela coligação PSD/PP consegue nesta ronda apenas 38,2% das preferências.

Os dois nomes da área da CDU recolheram na primeira ronda apenas 2% das preferências, enquanto Sérgio Cipriano, candidato já oficializado aumenta o score para 8% nesta segunda ronda.

Finalmente destacaria dois factos resultado desta segunda ronda:

Sem candidato conhecido o PNR recolhe 6,5% das preferências, acima do conseguido pelo BE com 3%

O Movimento Torres nas Linhas, cuja intenção de candidatura não era ainda conhecida, recolhe um valor residual de 0.7%

Artigo com resumo dos resultados

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.