Área Metropolitana de Lisboa aprova empresa única de transportes para os 18 concelhos
publicidade

O concelho de Torres Vedras não está incluído na nova empresa, com um mapa único de rede e novos autocarros.

O presidente da Área Metropolitana de Lisboa, Fernando Medina, anunciou hoje a criação de uma empresa única de transportes em todos os concelhos, com a marca “Carris Metropolitana”, que terá passes únicos com o custo máximo de 40 euros.

O passe social único estará disponível já a partir de abril do próximo ano, mas o funcionamento integrado dos autocarros da empresa ocorrerá em 2020.

O passe, que custará no máximo 40 euros, deverá funcionar em todos os meios de transporte da Área Metropolitana de Lisboa (AML).

As crianças até aos 12 anos não pagam transporte e, por família, o pagamento total máximo será de 80 euros (dois passes sociais).

Dentro do município de Lisboa, os passes vão custar um máximo de 30 euros.

A nova empresa, com um mapa único de rede e novos autocarros amarelos, vai operar nos 18 concelhos da AML: Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira.

Na proposta do Orçamento de Estado de 2019 (OE2019), o Governo propõe-se financiar a progressiva redução do preço dos passes dos transportes públicos em todo o país com 83 milhões de euros.

O relatório da proposta de lei do OE2019 explica que, desse valor, “será destinado, num mínimo de 60%, a aplicar à redução dos tarifários aplicados, nomeadamente a redução do preço dos passes, a criação de passes família e a gratuitidade do transporte para menores de 12 anos, devendo a parte remanescente ser destinada à melhoria da oferta e à extensão da rede pública”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here