Associação Ephemera colabora com futuro Museu Nacional da Resistência
publicidade

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e a Associação Cultural Ephemera vão estabelecer uma cooperação para a associação participar no projeto do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, em Peniche, foi hoje divulgado.

Ao abrigo do protocolo, a ser assinado na quarta-feira, a associação vai ter o compromisso da “cedência gratuita e temporária de peças e documentos integrantes do Arquivo Biblioteca de José Pacheco Pereira, identificadas como relevantes para completar e enriquecer a exposição permanente do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, em regime de depósito”, refere o protocolo, citado numa nota de imprensa enviada pela DGPC.

A DGPC garante assegurar que as mesmas “beneficiarão das condições de exposição e de conservação exigidas e regulamentadas para o património móvel”.

De acordo com o acordo, o Arquivo e Biblioteca de José Pacheco Pereira “contém um assinalável núcleo documental com interesse para o Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, cujo tratamento e conservação são prosseguidos pela Associação Cultural Ephemera”.

José Pacheco Pereira é membro da Comissão de Instalação dos Conteúdos e da Apresentação Museológica e do Comité Executivo do Museu de Peniche, cuja missão é acompanhar a última fase da obra de criação do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, nomeadamente a elaboração do Guião de Conteúdos, do projeto de museografia e a articulação com o projeto de arquitetura do museu.

DGPC e Associação Cultural Ephemera vão também colaborar em ações de divulgação da exposição e do Museu, incluindo colóquios, conferências, visitas guiadas, elaboração ou colaboração na elaboração de documentação informativa ou ensaística sobre os conteúdos do museu.

Também na quarta-feira, a Ephemera apresenta o terceiro número dos Cadernos do Ephemera.

Com o título de “Em Sentido Contrário”, a edição inicia o tema “Oposicionistas na província” e é dedicada a Venerando Ferreira de Matos (1926–1975), um opositor do regime salazarista que esteve vários anos preso em Peniche.

O Museu Nacional da Resistência e da Liberdade vai surgir na Fortaleza de Peniche, onde têm estado a decorrer obras de requalificação e onde foi inaugurada em abril de 2019 a exposição “Por Teu Livre Pensamento”, uma amostra do que vai ser o futuro museu.

Imagem: Universidade Nova de Lisboa

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here