Autarquias só utilizaram 13% do valor do apoio financeiro para esterilizações
publicidade

O PAN conseguiu aprovar um apoio financeiro de 500 mil euros para a promoção de uma campanha de apoio à esterilização de cães e gatos de companhia. 

O Pan, Pessoas-Animais-Natureza propôs “a realização anual de campanhas de esterilização de cães e gatos, nomeadamente de famílias em situação de carência económica ou que comprovadamente aufiram baixos rendimentos, e ainda para as associações de protecção animal com sede em Lisboa que não tenham capacidade para prestar cuidados médico-veterinários”.

Após ter conseguido aprovar um apoio financeiro de 500 mil euros para promover uma campanha de apoio à esterilização de cães e gatos de companhia e desse valor ter sido disponibilizado às Câmaras Municipais, o PAN questionou, em setembro, o governo sobre quantos e quais municípios conseguiram beneficiar do apoio em causa.

Segundo o Governo “só cerca de 65 mil, 13% do valor total, foram atribuídos por falta de candidaturas”.

“Esta realidade vem comprovar que fazer leis e assegurar meios para se cumprirem não é suficiente se os responsáveis pela sua implementação não assumirem um compromisso honesto com as mudanças que são necessárias para resolver os problemas e continuarem a esconder-se em argumentos que espelham opções de desresponsabilização e de laxismo. Para resolver problemas precisamos de mudança de atitudes e de responsáveis políticos focados nas soluções”, defendeu André Silva.

O TORRES VEDRAS WEB questionou o gabinete de comunicação da Câmara Municipal de Torres Vedras para perceber se o município de Torres Vedras conseguiu beneficiar do apoio em causa, ao que foi respondido que candidatura da Câmara Municipal de Torres Vedras foi aprovada e a mesma “irá solicitar um financiamento global de 10.000 €,tendo já submetido para reembolso o valor de 1.200 €.”

O valor em causa visa a esterilização de cães e gatos errantes, garantindo assim a promoção de campanhas de esterilização destes animais como forma privilegiada de controlo da sua população. Estes animais serão, posteriormente, encaminhados para adoção.

O apoio financeiro reveste natureza não reembolsável e foi atribuído por cão ou gato de companhia esterilizado nas instalações de um Centro de Recolha Oficial num centro de atendimento médico veterinário autorizado para o efeito.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here