publicidade

*O espaço Autárquicas 2017 é da inteira responsabilidade dos seus autores. O TorresVedrasWeb disponibiliza os seus meios para informação à população do Concelho de Torres Vedras

Confiança para mudar

Aceitei o convite para liderar a lista da Coligação Democrática Unitária à Junta de Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães porque, na minha vida, sempre encontrei sentido em ajudar os outros, bem como a lutar pela afirmação do lugar onde nasci e vivo.

Ser candidato é, sobretudo, uma responsabilidade assumida perante aqueles que acreditam no projecto autárquico da CDU e se revêem na equipa que apresentamos para esta Freguesia. Mas também é uma oportunidade para ouvir as populações, conhecendo as suas queixas e as suas ambições para o lugar onde fazem a sua vida.

Se há algo que as populações sentem, quarenta e três anos depois do 25 de Abril, é uma enorme distância para com aqueles que os deveriam representar e defender. Os eleitos da Junta ou da Câmara Municipal, parecem ser gente que vive numa outra realidade, com acesso a informação a contactos que não estão à mão da generalidade das populações.

A quebra de confiança no processo democrático é grande.

Falo nisso porque, andando pela Serra da Vila, pude perceber que mesmo quando estamos a escassos três minutos do centro de Torres Vedras, ter direito a um passeio em condições de segurança mínima, pode ser um luxo. Tal como será, com certeza, digno de festa, encontrar um arruamento que não esteja marcado por intervenções selvagens, originando estradas esburacadas e bermas em estado de abandono.

Percebi, também, que aquilo que em tempos já foram espaços pertença da população, a eira onde se jogava à bola e brincava, transformada em espaço verde, vive hoje dias de um cinzentismo absoluto, com equipamentos estragados, sem sombras para que alguém se sente a gozar uma tarde de verão.

Também deu para perceber que as obras públicas numa aldeia como esta, se fazem à revelia da população, intervindo sobre espaços sem se dar a mínima informação, nem atender aos problemas que ali ocorrem. O “vai ficar bonito”, “quanto estiver pronto”, “se estiver pronto”, é uma frase repetida por quem deixou de acreditar.

Pequenas obras que há anos são exigidas não foram feitas. Chamadas de atenção para o cuidado a ter com as coisas que são valorizadas pelas pessoas caíram em saco roto. Por isso a árvore onde cresciam amoras no recreio da Escola Básica foi violentamente podada. Por isso o Jardim Escola apresenta, nas suas paredes não pintadas, vestígios de humidade e intervenções aí feitas, bem como uma cerca ferrugenta e, até, um poste com fios descarnados a poucos metros da porta.

À população da Serra da Vila, que me conhece bem e me trata como um deles, não pude prometer nada mais do que a possibilidade de ser a sua voz junto das instâncias do poder. Porque é essa voz activa e reivindicativa que é necessária para colocar em causa as decisões que vão sendo tomadas sem o mínimo cavaco dado à população.

Não posso prometer nada mais à Serra da Vila, porque a crença que tenho no processo democrático precisa da participação de toda a gente, dos seus contributos, da sua atenção, e sobretudo, da sua união em volta de gente que os transforme em participantes activos da sua terra.

Isto porque a Serra da Vila é igual a tantas outras localidades desta Freguesia. Desde o Figueiredo, o Catefica, a Orjariça e a Louriceira. Ao Sarge, a Matacães, à Ribeira, à Ordasqueira e a inúmeros casais. Desde os bairros da Boavista, do Hilarião, da Paródia, do Matadouro ou do Forte. Ao Paúl ou à Fonte Grada. À Ribeira de Pedrulhos e ao Varatojo. Ao Choupal, ao Castelo, a Torres Vedras inteira. Tal como é igual a tantas outras aldeias, vilas e cidades pelo nosso país todo.

Uma quantidade de localidades que, para além do mais, ficaram mais longe dos órgãos de decisão com uma mudança no quadro das freguesias que deverá ser colocado à discussão, com a participação popular a decidir da sua continuidade ou reversão.

A verdadeira mudança faz-se com pessoas que sejam de confiança, que apresentem capacidade de trabalho, de honestidade e competência, que sejam apenas um de entre tantos, em equipa, preparados para dar do seu tempo em prol da Freguesia.

A confiança para mudar é aquilo que a lista da CDU pode oferecer.

Luís Cristóvão

Candidato CDU à Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães (Torres Vedras)

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here