publicidade

*O espaço Autárquicas 2017 é da inteira responsabilidade dos seus autores. O TorresVedrasWeb disponibiliza os seus meios para informação à população do Concelho de Torres Vedras

Sete anos após a elaboração do documento intitulado “Estratégia de Mobilidade da Cidade de Torres Vedras”, vai finalmente a CM dar cumprimento a algumas das medidas aí preconizadas, daí se destacando:

1. Instalação do novo terminal rodoviário no Parque da Expotorres
2. Reestruturação da Rede de Carreiras Urbanas de Torres Vedras
3. Revitalização do Vai-Vem (TUT)
4. Definição dos locais destinados a parqueamento

A análise crítica das medidas acima leva-nos a considerar que as 3 primeiras terão de ser implementadas de forma coordenada e num espaço de tempo muito curto após a consumação da 1ª. Isto porque, como está claro, mover o terminal rodoviário para a periferia da cidade traz todas as vantagens mencionadas no documento, mas também tem alguns inconvenientes, nada desprezíveis, que poderão ser acautelados com a implementação das outras 2 medidas, sendo que, no que respeita à revitalização do TUT, ela acontecerá de forma quase natural se:

1. Se divulgarem, nomeadamente através da sua afixação nos locais apropriados, os circuitos referentes à diferentes linhas existentes;
2. Se dotarem as diferentes paragens com abrigos adequados para os passageiros.

No que respeita à 4º medida acima mencionada, o plano apresentado em devido tempo pela CM apresentava algumas falhas clamorosas no seu desenho, nomeadamente nas imediações da ExpoTorres.

Esperamos que essas falhas tenham sido devidamente corrigidas e, sobretudo, esperamos que, em matéria de fiscalização, ela seja eficaz e implacável, principalmente no que diz respeito ao estacionamento em 2ª fila e à ocupação de lugares reservados por viaturas não-autorizadas.

Recomenda-se vivamente que a CM promova a elaboração e divulgação de um relatório que, incidindo sobre os primeiros 6 meses de vigência do novo esquema de estacionamento, permita, por um lado, avaliar a sua eficácia e, por outro, também a sua sustentabilidade financeira e urbanística.

Pedro Bonniz

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.