Autárquicas 2017 - Torres Nas Linhas - Torres Vedras e a sinalética
publicidade

*O espaço Autárquicas 2017 é da inteira responsabilidade dos seus autores. O TorresVedrasWeb disponibiliza os seus meios para informação à população do Concelho de Torres Vedras

Torres Vedras e a sinalética

Quem esteja minimamente atento à sinalética de carácter público presente no concelho, seguramente que já notou a profusão de sinais de trânsito que se deparam a transeuntes e automobilistas.

Perguntar-se-á: “Então e isso é mau?”.

De facto, quando por todo o país, geralmente, as pessoas se queixam da falta de indicações e de sinalização adequada, em Torres Vedras, a nosso ver, a situação parece ser diametralmente oposta.

Desde sinais de ambos os lados de uma rua estreita para indicar/assinalar a mesma proibição de virar à esquerda ou à direita, até sinais de trânsito a indicar a proibição de inverter a marcha em vias onde até uma moto teria dificuldade em o fazer, há de tudo um pouco.

Considerando apenas o perímetro da cidade, a pé ou de carro, procurem e facilmente encontrarão várias redundâncias ao nível dos sinais de trânsito. Ao invés, demasiadas ruas e respectivas esquinas carecem de placas toponímicas que nos indiquem onde estamos.

Ora, nem toda a gente tem acesso a GPS…

Perante situações destas, ocorrem-nos dois célebres aforismos: “Tal como à mulher de César, não basta ser honesta, há que o parecer” e “Para bom entendedor, meia palavra basta”. Serão os torrienses bons entendedores? Quanto custará ao município o manifesto exagero na sinalética de trânsito em detrimento de uma adequada sinalética toponímica?

Pedro Bonniz

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here