publicidade

A comissão política de Torres Vedras do PS aprovou a recandidatura de Carlos Bernardes à presidência desta câmara municipal do distrito de Lisboa nas próximas eleições autárquicas, foi hoje anunciado.

No sábado, a concelhia socialista aprovou as listas candidatas à câmara, assembleia municipal e juntas de freguesia, é referido numa nota de imprensa.

“Dentro da minha disponibilidade, continuo a servir o partido e a minha terra”, afirmou Carlos Bernardes, 53 anos, prometendo um “trabalho de continuidade”.

Se for eleito, as prioridades do próximo mandato autárquico vão passar pelo investimento em obras de transformação do antigo hospital do Barro num campus da saúde, na construção de novas extensões de saúde em Runa, Ramalhal e São Pedro da Cadeira, e na construção de um novo hospital na região.

O candidato aposta também na construção da ligação da Autoestrada 8 à zona industrial das Palhagueiras, bem como na edificação de centros escolares.

Carlos Bernardes ganhou pela primeira vez a presidência da câmara em 2017 e foi vice-presidente entre 2005 e 2015.

Em 2015, assumiu o cargo de presidente quando o então líder do executivo, Carlos Miguel, renunciou ao mandato para assumir funções no Governo.

Carlos Bernardes é o segundo candidato a surgir na corrida autárquica do concelho, depois de o antigo vereador da autarquia Sérgio Galvão, que renunciou ao cargo em 2016, ter anunciado na quarta-feira a sua candidatura pelo Movimento Cívico Unidos por Torres Vedras.

Além de Carlos Bernardes, a lista é câmara é composta por Laura Rodrigues, Ana Umbelino, Francisco Martins, Dulcineia Ramos, Rui Lopes, Nelson Pereira, Beatriz Mota e Ana Carolina Franco.

José Augusto de Carvalho volta a ser cabeça-de-lista à assembleia municipal, enquanto às freguesias concorrem Nuno Cosme (A-dos-Cunhados e Maceira), Vítor Santos (Campelos e Outeiro da Cabeça), Nuno Pinto (Carvoeira e Carmões), João Tomaz (Dois Portos e Runa) , Pedro Bernardes ( Freiria), Celso Carvalho (Maxial e Monte Redondo), Hélio Gomes (Ponte do Rol), António Espírito Santo (Ramalhal), David Lopes (Santa Maria, São Pedro e Matacães), António José Alves (São Pedro da Cadeira), Luís Pedro Silva (Silveira), João Carlos Caldeira (Turcifal) e Luís Batista (Ventosa).

Nas anteriores eleições autárquicas, o PS venceu em Torres Vedras, com maioria absoluta, elegendo seis elementos para o executivo, enquanto o PSD elegeu três.

Este ano as autárquicas ainda não têm data, mas, segundo a lei, ocorrem entre setembro e outubro.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here