publicidade

A coreógrafa e bailarina portuguesa Marta Chasqueira estreia este mês o espetáculo de flamenco “Sola” e repõe “Identidade F”, no Auditório Fernando Lopes-Graça, em Almada, anunciou hoje a sua produtora.

Marta Chasqueira recebeu em 2009 o prémio para a Melhor Coreógrafa de Danças do Mundo, no âmbito dos Portugal DanceAwards, tendo, entretanto, criado a sua própria escola de flamenco na Academia Artist, com sede em Lisboa.

“Sola”, um espetáculo de flamenco tradicional, estreia-se no dia 30 de janeiro, e a bailarina é acompanhada por Laura Castro (voz), Carlos Mil-Homens (percussão) e Juantxin Osaba (guitarra clássica).

“Identidade F”, que sobe também ao palco do Lopes-Graça, mas no dia 31, é um espetáculo em que a bailarina é acompanhada pelos fadistas Sara Correia, Diana Vilarinho e Miguel Ramos, e os músicos André Santos, na viola, e Bruno Mira, na guitarra portuguesa.

Em fevereiro a bailarina inicia uma digressão nacional com “Identidade F”, que começa no Teatro Cine de Pombal, no dia 27 de fevereiro, e passa pelo Cine Teatro de Sobral de Monte Agraço, no dia 05 de março, e pelo Cine Teatro de Torres Vedras, no dia 30 de março.

A bailarina, em cada espetáculo da digressão, é acompanhada por diferentes grupos de músicos. Em Pombal, por exemplo, com Marta Chasqueira, sobem ao palco os fadistas Diana Vilarinho, Miguel Ramos e Henrique Leitão, que também acompanha, à guitarra portuguesa, e ainda o músico João Silva, na viola.

Marta Chasqueira começou aos oito anos a estudar dança – ballet clássico espanhol, sevilhanas e flamenco -, e, em 2001, obteve o diploma do curso de Flamenco da Asociación de Centros Autónomos de Enseñanza, de Madrid.

Após a licenciatura em Sociologia no ISCTE/Instituto Universitário de Lisboa, matriculou-se, em 2005, na Escola Superior de Dança de Lisboa.

Paralelamente fez “masterclasses” com Ana María Martinez, Sofia Abraços e com as “maestras bailaoras” Carmen Mesa, Carmen Ledesma, Maribel Ramos, Milagros Menjibar, Luisa Palício, La Choni, Isabel Bayón, Belén Maya, Úrsula Lopez, Carmela Greco, Leonor Leal, Concha Jareño, Eva la Yerbabuena, entre outros mestres do flamenco, como Rúben Olmo, Rafael Campallo, Angel Atienza, Antonio Pérez e Marco Flores.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.