publicidade

Jogo do dia 21/01/2017 às 17:30, no Pavilhão Municipal de Angra do Heroismo.                                                            

Arbitros : Bruno Alvarinhas e Daniel Oliveira.

ANGRA BASKET                82                                                       

Alexander Kravtsov 8; Rodrigo Piedade 4; Hugo Pola 7; Deshaunt Walker 29; Flavio Gomes 22; André Jesus 4; Pedro Viega 0; Milton Moreira 0; Filipe Vieira 0; Ricado Mendes 8.

FÍSICA “A”                         68                                 

João Maças 0; Miguel Salvador 9; Nuno Monteiro 16; Miguel Sousa 0; Frederico Tavares 12; Pedro Bagio 9; João Raposo 0; Tiago Filipe 4; Ricardo Robalo 3; Gonçalo Silva 9; Tiago Carvalho 6; José Maria Saccás 0.

Ao intervalo 44 – 36. Parciais 26 – 19, 18 – 17, 22 – 14, 16 – 18.

A equipa da Física “A” iniciou a caminhada da 2ª fase do Campeonato da Proliga no Grupo B, grupo que vai decidir as quatro equipas que descem de Divisão, duas da zona do Norte e duas da zona Sul com uma derrota.

Mesmo assim não começou da melhor forma, após uma viagem atribulada até os Açores (escala na ilha do Pico até chegarem na ilha Terceira), os Torrienses chegaram ao Pavilhão de Angra do Heroismo 50 minutos antes de iniciar a partida. Apesar de todas as contrariedades, os primeiro 5 minutos da partida, foramn favoráveis aos Torrienses, que não acusaram a viagem,  estavam na frente do marcador com 2 – 9 !

Infelizmente a partir daí o jogo virou totalmente e no final do 1º periodo estavam a perder por 26 – 19. Mesmo assim reagiram no 2º período, perdendo apenas pela margem minima, 18 – 17.

Ao intervalo registava-se uma vantagem de 8 pontos para a equipa dos Açores, 44 – 36. Após o intervalo os Torrienses não conseguiram implementar a táctica transmitida pelo seu treinador Romero Júnior, acabando por perder este período por 22 – 14, dilatando assim a diferença entre as duas equipas para 16 pontos, 66 – 50.

O último período foi ganho pela equipa da Física 16 – 18, perdendo a partida por 82 – 68.

Não foi um jogo bem conseguido pelos Torrienses, pelo contrario, foi um jogo pouco colectivo, com muitas jogadas individuais e excesso de lançamento de longa distância (triplos) e com pouca acertividade (18,8%), em termos defensivos foi um desastre, deixando Flávio Gomes e Deshaunt Walker a fazer tudo que lhes apetecia baixo do cesto da Física. Não é por acaso que estes dois atletas marcaram 51 dos 82 pontos da sua equipa (62,2% do marcador).

Portanto há muito trabalho para o Romero Junior rectificar durante a semana, tanto ao nível defensivo como em termos de jogo colectivo.

É uma critica construtiva, quando é visível que algum atleta não está no seu melhor dia, Romero deve ter coragem em rodar a equipa, até que encontre um cinco ideal que se adapte ao jogo e ao adversário. Muitas vezes arriscando um pouco, aparecem surpresas agradáveis, que acabam por desbloquear o jogo e ajudam os atletas a pensar sobre aquilo que estavam a fazer mal.

Todos têm direito estar no seu dia “não”, assim como, todos têm o direito em estar no seu dia “sim”. Se estão convocados é porque merecem a confiança do treinador.

Finalmente,  Romero Junior, na próxima partida há muito para rectificar, porque os Torrienses recebem a equipa “Os Belenenses”. A margem do erro cada vez é menor. Após este resultado, a importância desta partida aumenta a um nível elevado, porque em caso de vitoria vai igualar um adversário direto, mas em caso de derrota vai complicar as contas desta fase do campeonato para os Torrienses.

Em termos estatisticos pela Física, marcaram 15 em 26 lançamentos para 2 pontos (57,7%) destacando-se os Pedro Bagio com 4 em 8 e Nuno Monteiro com 3 em 3. Quanto aos 3 pontos, os Torrienses marcaram  6 em 32 lançamentos (18,8%), com destaque para os Nuno Monteiro com 2 em 5 e Gonçalo Silva com 2 em 8. Em termos de ressaltos ofensivos e defensivos,  ganharam 32, com destaque para o Frederico Tavares 12, Miguel Salvador 7 e Nuno Monteiro 6. Nas assistências em termos colectivos foram 7, sendo os atletas que mais assistiram os seus colegas,  Ricardo Robalo, e Frederico Tavares com 2 cada. Finalmente a equipa da Física perdeu 12 vezes a bola (turnovers).

Ao contrario a equipa do Angra Basket marcou 27 em 47 lançamentos para 2 pontos (57,4%) destacando-se os Flávio Gomes 11 em 14, Ricardo Mendes com 4 em 5 e Deshaunt Walker com 4 em 7. Aos triplos marcou 5 em 22 lançamentos (22,7%). Em termos de ressaltos ofensivos e defensivos  ganharam 41, destacando-se os Flavio Gomes com 8, Alexander Kravtsov com 7 e Ricardo Mendes com 6. Assistências foram 11 sendo o Americano Deshaunt Walker que assistiu 5 vezes os seus colegas. Finalmente a equipa adversária  perdeu 13 vezes a bola (turnovers).

Entretanto no próximo dia 28/1, às 17:00  a Física “A” recebe a equipa de Belem, Os Belenenses, para a 2ª jornada do Campeonato da Proliga fase 2 Grupo B.

             Resultados da 1ª jornada : 

Os Belenenses – Academia do Lumiar         61 – 47

AD Sanjoanense – Aliança Sangalhos          63 – 69

Guifões SC – Casino Ginásio                        49 – 62

 

Classificação Proliga 2ª fase – Grupo B 1ª jornada :

 

                                                                  J           V          D         P

  1. Os Belenenses                             1          1          0          2    
  2. Casino Ginásio                            1          1          0          2         
  3. Angra Basket                               1          1          0          2         
  4. Aliança Sangalhos                     1          1          0          2         
  5. AD Sanjoanense                         1          0          1          1         
  6. Física Torres Vedras “A”        1          0          1          1         
  7. Guifões SC                                    1          0          1          1         
  8. Academia do Lumiar               1          0          1          1               
publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.