publicidade

RESULTADOS DOS CONCURSOS

FESTIVAL DO PASTEL DE FEIJÃO E FESTIVAL DO VINHO DE TORRES VEDRAS

Decorreu no passado sábado, 4 de novembro, no Ô Hotel Golf Mar, a cerimónia de entrega de prémios dos concursos realizados no âmbito do Festival do Pastel de Feijão e do Festival do Vinho de Torres Vedras. Integrados na edição 2017 das Festas da Cidade, estes concursos distinguiram a Casa Benjamin, que venceu o concurso A minha sobremesa tem Pastel de Feijão de Torres Vedras, com a sobremesa “Benjamim Pé de Feijão”; e Carmitas, marca vencedora do Pastel de Feijão de Torres vedras 2017. No campo dos vinhos, “Alma Vitis 2016. Vinho DOP Torres Vedras”, da Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, foi o vinho branco vencedor e “Velhos Tempos. Reserva 2015. Vinho Regional de Lisboa”, da Adega Cooperativa da Carvoeira o vinho tinto premiado.

O Festival do Pastel de Feijão de Torres Vedras foi composto, além da mostra e venda de pastéis, pelo concurso A minha sobremesa tem Pastel de Feijão de Torres Vedras, cuja prova teve lugar no dia 1 de novembro e que contou com sete participações no total. O júri foi composto pelos Chefs Jorge Ferreira, Patrick Mignot e Rui Fernandes. Maria Madalena Valente recebeu o prémio entregue, como já referido, à Casa Benjamim. Já a prova cega dos pastéis de feijão realizou-se no dia 24 de outubro, na Associação Comercial, Industrial e de Serviços da Região Oeste (ACIRO), e nela estiveram representadas 13 marcas. A orientação técnica esteve a cargo da Eng.ª Ana Soeiro da Associação Qualifica/OrigIN Portugal e o júri foi composto por 8 elementos. José Miguel Esteves, representante da marca Carmitas, recebeu o troféu do Pastel de Feijão de Torres Vedras 2017 das mãos do presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes.

No que concerne ao Festival do Vinho de Torres Vedras, as provas cegas dos vinhos, brancos e tintos, teve lugar no dia 26 de outubro, sob a orientação técnica do Eng. Pedro Clímaco do INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e contou com um painel de oito provadores.

Na prova cega de vinho branco estiveram cinco vinhos a concurso e na prova cega de vinho tinto estiveram presentes nove. Saíram vencedores “Alma Vitis 2016. Vinho DOP Torres Vedras”, prémio recebido por Luís Santos, presidente da Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa; e no campo do vinho tinto “Velhos Tempos. Reserva 2015. Vinho Regional de Lisboa”, prémio recebido por Hélder Antunes da Adega Cooperativa da Carvoeira.

De salientar que tanto os pastéis de feijão da marca Carmitas, como os vinhos branco e tinto vencedores integrarão as ofertas institucionais da Câmara Municipal de Torres Vedras em 2018, uma forma que o município tem de incentivar a inovação, bem como promover os produtos locais de qualidade comprovada.

As cerca de 70 pessoas presentes na cerimónia tiveram ainda a possibilidade de assistir à exibição de vídeos que testemunharam o processo de confeção dos pastéis de feijão de Torres Vedras, assim como a realização das provas cegas do pastel de feijão e dos vinhos.

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras encerrou a sessão congratulando todos os vencedores e agradecendo, ainda, a todos aqueles que participaram e tornaram possível a realização destes concursos que se referem a “produtos nossos, produtos torrienses”. Carlos Bernardes salientou ainda a importância de existirem 19 empresas produtoras de pastel de feijão no território, o que constitui um estímulo à economia local por um produto que é embaixador de Torres Vedras. Assegurou, neste âmbito, que a Câmara Municipal de Torres Vedras está a trabalhar no sentido de classificar o pastel de feijão como um produto regional (produto IGP – Indicação Geográfica Protegida).

Em relação aos vinhos, Carlos Bernardes relevou o trabalho desenvolvido pelos 22 produtores de vinho do concelho, salientou a importância da vinha e do vinho no nosso território e a forma como o vinho tem alavancado a economia local. Terminou realçando a necessidade da diversificação do produto e dos produtores alcançarem novos mercados. Fez ainda um apelo para que todos os presentes que trabalham na área do vinho deem o seu contributo positivo para conseguirmos, todos juntos, fazer de Torres Vedras a Cidade Europeia do Vinho 2018.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here