publicidade

O BE de Torres Vedras foi falar com alguns comerciantes do Centro Histórico da cidade questionando-os sobre quais as causas para a ausência de pessoas no centro.

Alguns comerciantes do Centro Histórico da cidade dirigiram-se à Assembleia Municipal no passado dia 26 de Abril revelando o seu descontentamento quanto às alterações do trânsito no Centro Histórico da cidade, à crescente desertificação e consequente impacto dos seus negócios.

No passado dia 15 de Junho, o Bloco de Esquerda saiu à rua para ouvir os comerciantes e inteirar-se das suas queixas e procurar a sua participação com ideias para resolver os problemas evidenciados.

De acordo com o comunicado de imprensa do Bloco de Esquerda de Torres Vedras, a amostra é aleatória sendo que entraram em algumas lojas nas imediações do Largo de São Pedro.

Segundo o comunicado, de forma geral, as duas grandes causas são apontadas para a crescente ausência de pessoas no centro de Torres são:

“A 1ª causa, e a que mostrou mais impacto logo desde o seu início, é o estacionamento pago em quase toda a cidade, com especial incidência no centro histórico, apresentando problemas nas zonas de carga e descarga, com as bolsas criadas para o efeito a distâncias consideráveis dos estabelecimentos.”

“A 2ª grande causa apontada pelos comerciantes, é o último corte efectuado na zona da igreja de S. Pedro, que limitou o escoamento de trânsito, beneficiando as zonas exteriores da cidade, onde ainda é fácil circular e é grátis estacionar, sendo únicos beneficiários desta medida (do ponto de vista do negócio), as grandes superfícies comerciais.”

Os comerciantes ouvidos apontam ainda que a limitação de alternativas de escoamento pelo sucessivo corte de artérias, concentra excessivo trânsito na zona da rotunda do Choupal, tendo piorado drasticamente a circulação na área, em horas de ponta.

O Bloco convidou ainda os comerciantes a pensarem em soluções e enviá-las por escrito para dinamizar o centro histórico.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.