Bloco de Esquerda defende transportes públicos
publicidade

O novo modelo de sistema de transportes entrou em vigor a 1 de abril.

Em comunicado enviado ao TORRES VEDRAS WEB, o Bloco de Esquerda (BE) de Torres Vedras, tomando como exemplo uma ligação de transportes públicos entre a Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim) e Área Metropolitana de Lisboa (AML), nomeadamente, a ligação rodoviária Torres Vedras – Campo Grande, “quem tiver os títulos de transporte Navegante Metropolitano e Inter Municipal Oeste CIM, cada um no valor de 40€, deverá poder ter acesso a qualquer ligação inter-regional Oeste CIM – AML sem custos adicionais, ou seja, pelo valor global de 80€ que inclui deslocações dentro de qualquer uma das duas regiões.

Por outro lado, “quem tiver os títulos Oeste CIM Municipal Torres Vedras e Municipal Lisboa, deverá ter acesso à linha Lisboa-Campo Grande direta via A8, podendo circular em qualquer transporte de ambos os concelhos pelo valor de 60€ mês (30€ por cada título), uma vez que a direta Torres Vedras – Campo Grande, via A8, não larga passageiros nos concelhos intermédios”.

O Bloco de Esquerda de Torres Vedras defende ainda que “qualquer valor acima dos referidos, para o exemplo aqui descrito ou similares, será de uma enorme injustiça para com os utentes”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here