publicidade

Bluefest, um fórum de reflexão em torno da transição para uma Economia Azul, do Desenvolvimento Sustentável e da Saúde dos Oceanos, organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras e pelo Greenfest, teve a sua primeira edição no dia 30 de novembro, a partir do Noah Surf House, em Santa Cruz.

“A Ciência, Novas Tecnologias e Inovação para um Oceano Sustentável” foi o tema do primeiro Bluefest, um evento que se pretende assumir como um fórum global, onde sejam partilhadas as melhores práticas enquadradas na respetiva temática, com destaque para soluções sustentáveis em linha com os princípios da Economia Circular e Regenerativa. Paralelamente, o Bluefest pretende contribuir para uma maior literacia dos oceanos.

A primeira edição do Bluefest, a qual foi transmitida por via online, e em que se registaram cerca de 750 participações, contou com um vasto conjunto de oradores (como investigadores, professores, técnicos de diversas organizações e empresários), que, em dezenas de sessões (nas quais muitas das intervenções aconteceram em formato não presencial), abordaram assuntos diversos como, por exemplo, a inovação para uma Economia Azul Regenerativa, o envolvimento ativo das comunidades costeiras na Sustentabilidade dos Oceanos, a gestão costeira integrada, a poluição marinha, a sobrepesca e a capacitação das comunidades piscatórias, a decodificação do genoma do oceano, a vida no oceano profundo, a importância do tratamento das águas residuais para a preservação do oceano, a inovação nas pescas, o papel das universidades na valorização dos recursos hídricos ou a importância dos desportos de ondas no Oeste.

Paralelamente, foram também apresentados projetos enquadrados na temática do evento, como a “Área Marinha Protegida | Reserva Foz Azul”, o “Grupo de Ação Local ecoMAR”, iniciativas da Associação Bandeira Azul da Europa para a rede “Eco-Escolas” nas quais o tema é o mar/oceano, o “Plasticus Maritimus”, o “Peixes Nativos”, o “Rios”, o “Conhecer para Preservar | Ouriço-do-MAR”, o “ColorADD” ou o “To Be – Be blue”.

Do programa da primeira edição do Bluefest fizeram também parte outras ações como workshops, uma visita guiada virtual ao Oceanário de Lisboa e a apresentação do Planeta da Transformação no Oeste – Prémio Presidente Carlos Bernardes. De realçar esta última ação – uma iniciativa concebida pela ERP Portugal, Novo Verde e Comunidade Intermunicipal do Oeste -, no âmbito da qual será dinamizado um concurso destinado às escolas básicas do 1.º ciclo do ensino básico, bem como às escolas básicas dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico, da região Oeste, que desafiará à criação de contentores para a deposição de resíduos elétricos, pilhas e embalagens, elaborados a partir de materiais reutilizados.  

Na sessão de encerramento do primeiro Bluefest, na qual marcou presença a secretária de estado das Pescas, Teresa Coelho, a presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras sublinhou a diversidade de intervenções que se verificaram na iniciativa, tendo também afirmado que espera que no próximo ano se realize um Bluefest “em grande”. É também desejo de Laura Rodrigues que o evento contribua para “uma nova forma de se estar no planeta”, bem como para desígnios como a preservação dos oceanos.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here