publicidade

As Câmaras do Bombarral e do Cadaval inauguram hoje o Centro de Recolha Animal Intermunicipal, um investimento de cerca de 800 mil euros que vai começar a receber animais abandonados nos dois concelhos.

“Fazia muita falta, porque nenhum dos dois municípios tinha condições para receber animais e os cães errantes tinham de ir para canis de associações de animais ou para Alenquer ou Torres Vedras”, justificou o presidente da Câmara do Cadaval, José Bernardo Nunes, em declarações à agência Lusa.

O abrigo dispõe de 48 boxes para cães (24 para cada município) e de um edifício com gabinetes para os veterinários, salas de quarentena, sala de cirurgia, espaços para atendimento administrativo, e armazenagem de rações e outros produtos.

A empreitada foi financiada em cerca de 100 mil euros pelo programa governamental de concessão de incentivos financeiros para a construção e modernização dos centros de recolha oficial de animais de companhia.

Apesar de passarem a ter condições para recolher animais, o autarca sublinhou que as duas autarquias têm de “apostar na sensibilização para não haver abandono e para a adoção de animais”.

Os cães vão ser adotados depois de vacinados, esterilizados e terem ‘chip’.

As Câmaras do Bombarral, no distrito de Leiria, e Cadaval, no distrito de Lisboa, vão estabelecer hoje parcerias com, respetivamente, a Associação Amigo Fiel e a Associação Protetora dos Animais do Cadaval para colaborarem na recolha, no tratamento e nas adoções dos animais.

Do projeto constava a construção de um gatil, mas foi adiada, por obrigar as duas autarquias a comprarem mais terreno.

O Centro de Recolha de Animais Intermunicipal foi construído num terreno dos dois municípios, onde em 2001 foi selada uma lixeira intermunicipal após a inauguração do Aterro Sanitário do Oeste.

O abrigo tem capacidade para receber entre uma centena e uma centena e meia de animais, mediante o porte de cada um.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here