Brincar de Rua está à procura de Guardiões do Brincar em Torres Vedras para o próximo ano
publicidade

O Brincar de Rua está à procura, para o novo ano, de super-heróis do brincar em Torres Vedras. O Guardião do Brincar é um voluntário que desafia brincadeiras, monitoriza e acompanha, em conjunto com outros Guardiões, um grupo de crianças (máximo 15) num bairro enquanto as crianças brincam, em segurança. É alguém que é feliz a brincar e está disposto a mudar o mundo (e a sua comunidade) com pequenas ações.

Este grupo, chamado Grupo Comunitário do Brincar, reúne sempre no mesmo dia, horário e local definido pelos Guardiões do grupo e dá tempo e espaço para as crianças brincarem ao ar livre, sem guião ou atividades estruturadas. A energia e as brincadeiras partem da imaginação de cada criança: uma corda pode virar um baloiço; os paus podem construir casas de joaninhas e borboletas; os cartões podem ser foguetões… tudo vale a pena e os ecrãs são a única brincadeira que não entra em cena.

Os Guardiões do Brincar já cruzaram a “Zona do Brincar” de Torres Vedras, mas o programa procura novos voluntários na cidade. “Decidi ser Guardiã porque gosto de crianças e noto que cada vez mais se encontram “presas” às tecnologias, brincam e socializam cada vez menos entre os pares”, explica Joana Petronilho, Guardiã do Brincar. André Coelho é também Guardião do Brincar porque brincou muito na rua quando era criança.

“Apercebo-me que a minha filha e as outras crianças não brincam na rua e têm pouco tempo em que podem brincar livremente, ao ar livre. Quero-lhes devolver essa possibilidade, numa era de urbanização e tecnologias”. 

Guardião do Brincar. Quer ser um?

Para se ser Guardião do Brincar, é necessário cumprir alguns requisitos essenciais: 2 horas livres por semana; vontade de proporcionar memórias felizes às crianças do bairro através do brincar; acreditar que brincar de rua é sinónimo de crianças mais ativas, com menos tempo de ecrãs e relações de vizinhança mais fortes; ter mais de 18 anos; acima de tudo, gostar de brincar.

É necessário ainda que o voluntário entregue o seu registo criminal – para assegurar a sua idoneidade e a segurança do grupo – e tenha disponibilidade dia 15 fevereiro (sábado) para um dia intenso de formação.

O programa, promovido pela Ludotempo – Associação de Promoção do Brincar, cofinanciado pelo POI SE, Portugal Inovação Social e UEFA Foundation for Children e com apoio do Município de Torres Vedras, pretende criar novos Grupos Comunitários do Brincar nesta localização.

Inscrições até 26 janeiro

Inscrições abertas até 26 de janeiro. A inscrição para Guardião do Brincar (voluntário) em Torres Vedras pode ser feita em http://bit.ly/BdR_insc_Guardiao_do_Brincar ou no site.

Mais informações sobre o programa em www.brincarderua.pt e em www.facebook.com/brincarderua/

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here