Câmara de Torres Vedras a favor da expansão do Metro de Lisboa até Loures
publicidade

A Câmara de Torres Vedras aprovou hoje, por unanimidade, uma moção em que defende a expansão do Metro de Lisboa até Loures, no mesmo distrito.

“Para as populações do norte do distrito de Lisboa, entre as quais se inclui Torres Vedras, é urgente a concretização da expansão do Metropolitano ao município de Loures e é necessária a suspensão da linha circular”, refere a moção intitulada “Por um Metropolitano de Lisboa em Benefício dos Torrienses”, apresentada pelo PSD.

O município de Torres Vedras, de maioria socialista, reiterou assim uma posição assumida em 2018.

A moção defende ainda que, para Torres Vedras e para o norte do distrito de Lisboa, “é estratégico que, no âmbito da extensão do Metro, esteja previsto um interface intermodal, com terminal rodoviário e estacionamento e que seja dado início ao estudo do novo ramal da Linha do Oeste entre a Malveira [Mafra], o Infantado [Loures] e a Gare do Oriente [Lisboa]”.

Na segunda-feira, uma delegação de autarcas, empresários, dirigentes associativos e utentes de Loures entregou na residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, uma carta na qual exigem prioridade para a extensão do Metropolitano ao concelho no próximo quadro comunitário.

Na missiva, é considerado que a extensão do Metro a Loures irá ainda trazer vantagens a outros concelhos do norte do distrito e da região Oeste, de onde “dezenas de milhares de pessoas se deslocam diariamente para Lisboa atravessando Loures”, provenientes de Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Arruda e Vila Franca de Xira.

O presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, destacou as sucessivas promessas e adiamentos da extensão a rede ao concelho, nomeadamente que já em 1982 se previa a extensão da Linha Amarela até Loures, que o metro no concelho já constava no Plano Diretor Municipal de Loures de 1994 a 2015 e que voltou a estar no plano de expansão do Metro de 2009 para o período 2010/2020.

Mais recentemente, no seguimento de uma petição entregue na Assembleia da República, com mais de 30 mil assinaturas, foi aprovada em plenário, em 05 de julho de 2019, uma recomendação ao Governo “na prioridade da expansão da rede do metropolitano no concelho de Loures”, acrescentou.

Bernardino Soares, acompanhado pelo congénere de Odivelas, participou em Loures na iniciativa “Aqui Tem de Haver Metro”, que juntou também algumas dezenas de representantes do tecido empresarial, educativo e social da região.

A suspensão da linha circular do Metro de Lisboa foi aprovada na este mês no parlamento, durante a votação na especialidade do Orçamento do Estado para 2020, na sequência de propostas do PCP e do PAN.

O projeto prevê a criação de um anel envolvente da zona central da cidade, com a abertura de duas novas estações: Estrela e Santos.

O objetivo é ligar o Rato ao Cais do Sodré, obtendo-se assim uma linha circular a partir do Campo Grande com as linhas Verde e Amarela, passando as restantes linhas a funcionar como radiais – linha Amarela de Odivelas a Telheiras, linha Azul (Reboleira – Santa Apolónia) e linha Vermelha (S. Sebastião – Aeroporto).

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here