Câmara Municipal de Torres Vedras apresenta programa cultural online
publicidade

Sentir Cultura é um programa de intervenção cultural da Câmara Municipal de Torres Vedras, que pretende contribuir para a resiliência cultural e artística em contexto de pandemia. O programa arranca em meio digital, esta sexta-feira, 19 de fevereiro, com transmissão página de Facebook da Câmara Municipal de Torres Vedras.

A noite de sexta-feira irá contar com o concerto Agora Muda Tudo, pelas 21h30, que junta ao Ensemble Darcos, o escritor José Luís Peixoto, o compositor Nuno Côrte-Real e a cantora Maria João. O registo transmitido é do concerto realizado no Centro Cultural de Belém, a 4 de junho de 2017.

No dia seguinte, 20 de fevereiro, pelas 21h30, Nuno Rebelo apresenta o vídeo autobiográfico Agora mesmo é aqui que estou, sobre a vida do autor em Torres Vedras, onde nasceu e viveu até aos 15 anos.

A MusicÀlareira – Associação Cultural dinamiza a oficina criativa “A Música da Rota da Seda em Casa”, nos dias 24 de fevereiro3 de março10 de março e 17 de março, pelas 11h00. Em cada sessão serão apresentados vários instrumentos musicais e indumentárias de diversas partes do Mundo.

Na quinta-feira, dia 25, será divulgada a entrevista a Nuno Côrte-Real, realizada no âmbito do ciclo de entrevistas Convida 20 da AREPO. Já na sexta-feira, dia 26, é a vez de assistir a Lince a Solo, de Sofia Ribeiro, um concerto que junta as sonoridades clássicas de um piano e a densidade da eletrónica servida por ritmos e registos contemporâneos.

Places of Comfort IV – Confinamento, de Mariana Amorim, é a proposta para a noite de sábado, 27 de fevereiro, pelas 21h30. Uma performance multidisciplinar que resulta de um processo contínuo de pesquisa e questionamento focado nos lugares, nas identidades e nas memórias.

Nos dias 4 de março18 de março e 1 de abril, pelas 21h30, serão transmitidos os episódios da série documental Nossa Gente sobre a Associação para a Educação de Crianças Inadaptadas – APECI, a Cooperativa Comunicação Cultura e a Associação para a Defesa e Divulgação do Património Cultural de Torres Vedras, respetivamente. Esta série documental, da autoria de Luís R. T. Matos mostra a realidade do associativismo torriense aos dias de hoje. 

No dia 5 de março, pelas 21h30, é a vez de os Smokata darem a conhecer a sua música com o concerto DESCOVIDANDO. Um concerto filmado ao ar livre em diversos locais de Torres Vedras, criando uma espécie de espetáculo itinerante onde a guitarra e o cajon estabelecem um diálogo que celebra a liberdade.

Um estado mais tranquilo é a proposta para a noite de sábado, 6 de março, um filme que parte dos textos epistolares atribuídos a Soror Mariana Alcoforado, freira portuguesa residente num convento de Beja entre os séculos XVII e XVIII, publicado em França em 1669. 

No dia 12 de março, pelas 21h30, Pedro Emanuel Pereira apresenta um recital de piano. Já no dia 13, pelas 21h30, será transmito o Prefácio ao Sermão da Sexagésima, um espetáculo criado e interpretado por Marcos Barbosa partindo de duas experiências complementares: a leitura da obra do Padre António Vieira, durante este tempo de quarentena, e a memória da peça Sermões, em cena desde 2014, e que foi recriada em dezembro passado, com Domenico Lancellotti. 

O guitarrista Manuel de Oliveira dá a conhecer as suas composições num concerto apresentado no dia 19 de março, pelas 21h30. Do currículo do músico destaca-se a edição internacional do álbum Amarte e a presença em alguns dos mais importantes festivais de jazz europeus.

O programa Sentir Cultura sublinha a Cultura como um elemento agregador e essencial às dinâmicas de coesão social, reconhecendo o seu carácter transformador. Mais do que a mera promoção de uma programação cultural exaustiva, este projeto visa a criação, em tempo real, de novas possibilidades em torno das práticas culturais.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here