Candidatura de Leiria a Capital da Cultura lança jogo para combater iliteracia cultural
publicidade

Torres Vedras é um dos 26 municípios da ‘Rede Cultura 2027’ que apoiam a candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura.

A candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura 2027 está a lançar o programa Embaixadores Rede Cultura 2027, jogo que visa “combater a iliteracia cultural” e “promover todos aqueles para quem a cultura importa”.

A organização já começou a receber inscrições para “embaixadores” e propostas de programação de agentes culturais dos 26 municípios que integram a Rede Cultura 2027 para o projeto de ‘gaming’, que arranca no dia 01 de outubro, Dia Municipal da Música, explicou à agência Lusa o coordenador da candidatura.

“Ser ‘embaixador’ é, antes de mais, vestir uma camisola, assumir publicamente a militância cultural e, em concreto, também promover a candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura”, afirma Paulo Lameiro.

O desafio tem como objetivo principal “advogar a militância pela cultura”.

“Importa empoderar aqueles para quem as artes, o pensamento, as experiências estéticas, o património material, imaterial e natural, são verdadeiramente importantes nas suas vidas”, salienta o coordenador.

Os “embaixadores”, que podem ser público ou artistas, serão convidados a promover “práticas e consumos culturais” para “capacitar culturalmente a comunidade em que se inserem”. Além de assistirem ou protagonizarem eventos culturais que aconteçam no território da candidatura, noutro ponto de Portugal ou no estrangeiro, serão ainda incentivados a “desenvolver o seu sentido crítico para a cultura”, partilhando opiniões sobre o que assistiram ou sobre o que apresentaram.

Dessa forma, somam títulos e os mais ativos “embaixadores” da Rede Cultura 2027 terão oportunidade de aceder a bilhetes, transportes, refeições, alojamento, estar com artistas nos bastidores ou até “poder integrar como artista convidado alguns projetos da Rede Cultura”.

A participação é aberta a todos os cidadãos europeus de qualquer idade que se registem na plataforma Rede Cultura 2027. Através do jogo espera-se “combater a iliteracia cultural e promover todos aqueles para quem a cultura importa”.

Este é mais um passo de aproximação do público aos agentes culturais e entre os municípios que integram a Rede Cultura 2027, um processo que o coordenador da candidatura garante estar a ter efeito.

“São já vários os resultados deste grande ‘tear’ feito de 26 municípios, de que se destaca desde logo o menos óbvio: muitos agentes culturais estão a encontrar-se pela primeira vez, e não somente de município para município, mas dentro de cada uma das vilas e cidades”.

E “começam a surgir pontes de trabalho”, avança Paulo Lameiro.

“Posso destacar o encontro na semana passada em Leiria com os responsáveis pelos museus municipais e privados deste vasto território, de Alenquer a Pedrógão Grande. Deste momento, saíram já linhas de trabalho muito concretas, que por certo vão ser implementadas a curto e médio prazo”.

A Rede Cultura 2027 é constituída por todos os municípios das comunidades intermunicipais da Região de Leiria e do Oeste quatro municípios do Médio Tejo (Ourém, Alcanena, Torres Novas e Tomar), que apoiam a candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here