“Capacidade perto do limite
publicidade

No Centro Hospitalar do Oeste (CHO), as últimas semanas têm sido marcadas por uma enorme pressão assistencial e crescente procura de doentes, agravada pela ocorrência de um surto interno na Unidade de Torres Vedras, de surtos com um número muito relevante de infetados em vários lares da região, bem como pelo efeito do frio extremo registado na generalidade do país.

Há 101 doentes COVID internados em enfermaria no Centro Hospitalar do Oeste, 35 na Unidade de Caldas da Rainha e 66 na Unidade de Torres Vedras.

Num comunicado enviado às redações, o CHO revela que lotação não está ainda esgotada, encontrando-se, no entanto, perto do limite da capacidade. “A taxa de esforço do Hospital no que respeita a camas COVID-19 ultrapassa já os 40%, relativamente às camas não COVID”.

A mesma fonte indica que no que respeita ao internamento não COVID, a situação é idêntica.

“Ao nível dos Serviços de Urgência COVID e não COVID, a situação está presentemente controlada, não se verificando tempos de espera relevantes”.

A pressão referida implicou já a transferências de doentes para hospitais públicos e privados, ao abrigo dos acordos estabelecidos pela  Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT, I.P.), e Ministério da Saúde.

“Note-se que o CHO, em fases em que apresentava capacidade instalada disponível, acolheu de igual forma vários doentes de outros hospitais”.

Na passada sexta-feira, na Unidade de Torres Vedras, converteram-se mais 21 camas de enfermarias cirúrgicas para tratamento de doentes COVID-19. Ao longo da última semana, na Unidade de Caldas da Rainha, verificou-se uma nova reorganização, no sentido de reforçar a capacidade da respetiva Área Dedicada ao Atendimento de Doentes Respiratórios (ADR) do Serviço de Urgência Geral, enquanto se aguarda a construção de um edifício modular, que permitirá a respetiva expansão no exterior do Hospital. De igual modo, na Unidade de Torres Vedras, está em estudo a expansão da ADR do hospital de Torres Vedras. Adicionalmente, prevê-se a abertura a breve trecho de um enfermaria não COVID, na Unidade de Peniche.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here