publicidade

Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, admite a existência de erros de atribuição de fontes na sua tese de Doutoramento em Turismo. O Torres Vedras Web pediu esclarecimentos junto da autarquia, que até agora não prestou qualquer declaração. No entanto, em reposta enviada por escrito ao jornal Público, Bernardes assegura: “O trabalho académico desenvolvido por mim resultou num conjunto de investigações sobre a temática em estudo e foi corrigido ao longo da sua realização”.

O edil adianta ainda que “não havendo gestores bibliográficos automatizados é natural que haja a falta de uma ou outra citação, atenta a extensão da obra”. Segundo aquele diário nacional, a Universidade de Lisboa (UL) já abriu uma investigação à tese de Doutoramento, intitulada As Linhas de Torres Vedras. Um destino turístico estratégico para Portugal. Apesar de o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), instituição da UL em que Carlos Bernardes desenvolveu o Doutoramento em Turismo, não ter recebido qualquer denúncia de plágio, o certo é que a direcção do Instituto decidiu analisar a situação.

O Público fala em blocos de texto que “se percebe serem cópias quase exactas e não atribuídas” de outros livros e artigos, exemplificando através da introdução do trabalho: o seu arranque é exactamente igual a uma comunicação do investigador Luís Ferreira no Congresso da Associação Portuguesa de Desenvolvimento Regional, em 2009. O trabalho assinado por Bernardes foi apresentado em 2015 e viria a ser publicado em livro no mesmo ano.

A polémica estalou quando Jorge Ralha, vereador independente pelo PS até 2006, escreveu um artigo de opinião em que revelava os resultados da sua pesquisa em torno da dissertação. Depois das “licenciaturas” do Sócrates e do Relvas, não precisávamos dos plágios do Carlos Bernardes é o nome do artigo publicado no Jornal Badaladas, que acusa o autarca de plágio em cerca de 71% do texto analisado.

Foto: ZAP

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.