Carnaval de Torres Vedras cancela as suas atividades
publicidade

Face à evolução da pandemia de COVID-19 em todo o território nacional, e em particular no território de Torres Vedras, a organização do Carnaval de Torres Vedras optou pela não realização de quaisquer atividades de carnaval.

“Este ano chegamos a este momento em Estado de Emergência e com confinamento geral, situação em que, independentemente das restrições em vigor, a proximidade e espontaneidade do carnaval de rua seriam impossíveis sem graves repercussões para a saúde pública”, pode ler-se no documento enviado à redações assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, Presidente do Conselho de Administração da Promotores, Rui Penetra e Chanceler da Real Confraria do Carnaval de Torres, Alfredo Reis.

De forma a assinalar a “ausência” do Carnaval de Torres Vedras, este ano subordinado ao tema “a máscara”, será implantado no dia 12 de fevereiro na Praça da República o Monumento, como símbolo da resiliência dos torrienses.

“O Monumento, que estará patente durante um mês, constitui uma homenagem de Torres Vedras a todos os que têm estado na linha da frente do combate à pandemia e neles reconhece o esforço de todos os portugueses e portuguesas”, poe ler-se.

Tal como em 1984, ano em que os festejos foram cancelados devido às cheias ocorridas meses antes na cidade, também o Carnaval de Torres Vedras regressará ainda mais forte em 2022, reforçado pela saudade e antecipação dos foliões, que saberão em 2021 cumprir as indicações das autoridades de saúde, adotando uma postura de responsabilidade para proteção de toda a comunidade.

Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, esteve esta manhã em direto para o ‘Jornal 12’ da RTP3, onde falou sobre a situação epidemiológica na cidade e ainda sobre o Carnaval.

“Cancelar um dos maiores eventos nacionais é sempre uma situação difícil, mas neste momento, a saúde dos portugueses está em primeiro ligar”, afirmou.

O carnaval de Torres Vedras tem um impacto na economia local superior a 9 milhões de euros, segundo um estudo desenvolvido pelo Politécnico de Leiria.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here