CDS de Torres Vedras mostra-se preocupado com o estado de conservação da escultura de António Charrua
publicidade

O CDS de Torres Vedras mostra-se preocupado com o estado de conservação da escultura de António Charrua numa das rotundas da cidade.

António Charrua recorde-se, foi um importante artista plástico Português com obras diversas
espalhadas em Portugal e no Mundo.

Só em Portugal encontra-se presente nas coleções do Museu Nacional Soares dos Reis, no Centro de Arte Moderna José Azeredo Perdigão ou no Museu do Chiado, em Lisboa. Já depois da sua morte, a Fundação Calouste Gulbenkian dedicou-lhe uma importante exposição antológica.

Para Anabela Rosa, do CDS de Torres Vedras, “a autarquia não pode menosprezar uma escultura importante, e que ao longo dos anos se tornou parte da vida dos torrienses.”

Para os centristas é grave que desde a Assembleia Municipal de 28 de Setembro de 2020, quando o CDS denunciou pela primeira vez o estado de degradação da escultura, que não houvesses por parte da Camara um plano de intervenção para garantir a recuperação da mesma.

“Passaram quase 6 meses e nada foi feito. É incompreensível tanta incúria. Existe um desleixo grande quando se impõe ações rápidas.” O partido diz que vai continuar “atento e a acompanhar este caso”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here