publicidade

Alguns órgãos de Comunicação Social divulgaram notícias dando conta de um despedimento de “quinze enfermeiros dos serviços de urgência dos hospitais de Torres Vedras e Caldas da Rainha“.

Na sequência desta notícias, o Centro Hospitalar do Oeste emitiu um comunicado à imprensa referindo que se tratou de uma “situação contratual”.

Em dezembro de 2021 foram assinados contratos com quinze enfermeiros ao abrigo do Plano de Contingência para o Inverno, com duração de quatro meses – até 30 de abril de 2022, com o intuito de reforçar os recursos humanos nestes serviços, dado o previsível aumento da afluência de doentes decorrente da época do ano“, pode ler-se no comunicado.

No comunicado é ainda mencionado que “não obstante cessar o período de contingência que fundamentou a celebração dos contratos, o Conselho de Administração do CHOeste já solicitou autorização para proceder à renovação destes contratos“.

“Enquanto se aguarda deferimento, e dando cumprimento aos termos legais, foi comunicado por escrito aos profissionais o término dos contratos, conforme previsto aquando da sua assinatura”.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste termina garantindo que “tem envidado todos os esforços para contratar recursos humanos, e continuará a adotar as medidas necessárias para dar a melhor resposta na prestação de cuidados de saúde à população“.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here