Chefe do Estado-Maior do Exército visitou a ponte militar em A dos Cunhados
publicidade

O Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Nunes da Fonseca, acompanhou os trabalhos de montagem da ponte militar em A dos Cunhados, durante a tarde de ontem, 16 de novembro. A montagem desta ponte resulta de um protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Torres Vedras e o Regimento de Engenharia n.º1 do Exército.

Durante a manhã, realizou-se naquele local uma conferência de imprensa, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, do presidente da Junta de Freguesia de União das Freguesias de A dos Cunhados e Maceira, Nuno Cosme, e do Tenente-Coronel Ramalho, do Regimento de Engenharia nº1.

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras explicou que a montagem da ponte provisória foi a solução encontrada até que a nova ponte esteja concluída, acrescentando que o primeiro concurso público para concretização da empreitada não teve concorrentes. O autarca esclareceu que já se encontra a decorrer um novo concurso com um valor base mais elevado, cujo período para apresentação de propostas termina a 23 de novembro. Carlos Bernardes sublinhou que a ponte provisória “representa um investimento de cerca de 40 mil euros” e que “o investimento na futura ponte de A dos Cunhados e o valor base do concurso são 619 mil euros”.

“Não poderíamos deixar o centro da vila isolado” afirmou o presidente da Junta de Freguesia de União das Freguesias de A dos Cunhados e Maceira, destacando a importância desta ponte para ligar a vila de A dos Cunhados, onde se encontram muitos dos serviços, às restantes localidades da freguesia.

“O exército está cá para servir os portugueses e estamos a fazê-lo neste momento”, afirmou o Tenente-Coronel Ramalho, do Regimento de Engenharia nº1, referindo que esta é “uma capacidade diferenciadora do exército”, que está a instalar uma ponte militar de apoio ao combate para melhoria das condições de vida e segurança da população. A estrutura que está a ser montada é uma Ponte Mabey Compact 200 que permite a circulação alternada de viaturas até 60 toneladas.

Sublinhe-se que a ponte militar é uma alternativa provisória à ponte existente, que apresenta problemas estruturais. A nova ponte definitiva deverá ficar concluída em 2021.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here