CHO:
publicidade

Atividade assistencial do Centro Hospitalar do Oeste regista aumentou.

Até ao final de junho do ano corrente, o Centro Hospitalar do Oeste registou um aumento da atividade assistencial, comparado com igual período de 2018. Segundo avança o Jornal Badaladas, aumentou o número de consultas (3,96%) e de cirurgias (5,27%) realizadas aumentou e houve uma redução do número de doentes em lista de espera para cirurgia de 23,93% e de 5,13% no número de doentes em espera para consulta.

Durante este período (até final de junho) foram realizadas 3.677 cirurgias no CHO, mais 184 do que em período homólogo.

De acordo com o hospital, “este aumento reflete-se na significativa diminuição do tempo médio de espera para cirurgias, sendo que os utentes esperaram em média menos 16 dias comparativamente com o ano anterior”.

No que diz respeito às consultas externas registou-se um aumento significativa: realizaram-se 74.670 nas unidades hospitalares que constituem o CHO, mais 2845 do que em igual período do ano passado.

As sessões de Hospital de Dia foram efetuadas mais 940 sessões do que em mesmo período de 2018.

No global, os três Serviços de Urgência, registaram um ligeiro aumento da procura, 0.19%, que correponde a mais 169 atendimentos do que em junho de 2018.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Torres Vedras, Caldas da Rainha e de Peniche e serve cerca de 300 mil habitantes daqueles três concelhos, assim como de Óbidos, Bombarral, Cadaval e Lourinhã e parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro).

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here