publicidade

A cidade de Glasgow, Escócia, recebe, de 2 a 12 de agosto, os Campeonatos da Europa de elite de seis modalidades: ciclismo, ginástica, golfe, natação, remo e triatlo. O ciclismo português estará representado por dez corredores, distribuídos pelas vertentes de BTT, estrada e pista.

A competição de ciclismo de pista é a que começa mais cedo, prolongando-se entre 2 e 7 de agosto. O selecionador nacional, Gabriel Mendes, convocou Maria Martins (Sopela Women’s Team), Ivo Oliveira e Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon).

Os portugueses irão participar nas disciplinas de resistência, tanto no setor masculino como feminino. Maria Martins está ainda numa fase de adaptação ao alto nível, pois é sub-23 de primeiro ano e vai já competir em elite.

Os gémeos Oliveira, sendo ainda sub-23, têm já uma experiência considerável ao mais alto nível. A missão principal com que se apresentam em Glasgow é a conquista do maior número de pontos possível nas duas disciplinas olímpicas de resistência, omnium e madison. Esses pontos são fundamentais para garantir o acesso à Taça do Mundo, passo fundamental rumo à qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Além das disciplinas olímpicas, Ivo e Rui Oliveira vão distribuir-se por outras provas, nas quais as possibilidades de subida ao pódio são maiores. O programa completo de corridas de cada um dos corredores será definido nos próximos dias.

O último dia de competição na pista, 7 de agosto, será a jornada em que Portugal estará presente nas provas masculina e feminina de cross country olímpico. O selecionador nacional de BTT, Pedro Vigário, chamou os corredores que, durante os últimos meses, têm vindo a participar nas provas da Taça do Mundo, acumulando experiência que será importante na procura dos melhores resultados possíveis.

A campeã nacional de elite, Joana Monteiro (Brujula Bike Racing Team), será a representante nacional na prova feminina. Os dois primeiros classificados no último Campeonato Nacional, realizado no domingo, Ricardo Marinheiro (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão) e Mário Costa (Brujula Bike Racing Team), competirão no setor masculino.

O selecionador nacional de estrada, José Poeira, convocou um quarteto experiente, que já fez parte da Equipa Portugal que correu o Campeonato do Mundo de Estrada em 2017: José Gonçalves e Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), Ricardo Vilela (Manzana Postobón) e Rui Costa (UAE Team Emirates).

José Gonçalves e Tiago Machado são os primeiros a competir, disputando o contrarrelógio na tarde de dia 8 de agosto. Depois de, há um ano, na Dinamarca, Tiago Machado ter conseguido a 11.ª posição, o objetivo da Equipa Portugal para 2018 passa por colocar pelo menos um homem no top 10. Para isso será necessário um desempenho de grande qualidade num percurso de 45 quilómetros, essencialmente a rolar, mas com alguns falsos planos.

O quarteto luso reúne-se na prova de fundo, de 230 quilómetros, que será disputada a partir das 11h00 de dia 12 de agosto. O pelotão completará 16 voltas a um circuito de baixa seletividade, propício a uma chegada ao sprint. O desafio de Portugal e de outras seleções menos vocacionadas para este tipo de desfecho passa por tentar surpreender de longe.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here