Clima: Alunos da Escola de Freiria juntam-se à greve estudantil de sexta-feira
publicidade

Os alunos vão manifestar-se em frente da escola às 8h30, no dia sexta-feira, 24 de maio, tendo preparado várias atividades.

A greve climática estudantil marcada para sexta-feira vai realizar-se em pelo menos 111 países, entre os quais Portugal.

Depois do protesto estudantil em defesa do planeta que, em meados de março, juntou 1,6 milhões de estudantes de mais de uma centena de países, os jovens preparam-se agora para um novo evento.

Os alunos da Escola Básica 2,3 de Freiria, em Torres Vedras, apesar de serem  
muito novos, tomaram a iniciativa, organizaram-se e vão fazer greve às  
aulas. Os alunos vão manifestar-se em frente da escola às 8h30, no dia sexta-feira, 24 de maio, tendo preparado várias atividades: Exposição sobre a Crise Climática,  
danças, canções, coreografia de Ginástica.

“Os alunos conseguiram sensibilizar professores e pais. Houve uma reunião de pais para preparar o apoio dos seus filhos na greve e foi marcada uma reunião sindical de professores para que estes possam apoiar os alunos”, explicou ao TORRES VEDRAS WEB um professor da Escola Básica 2,3 de Freiria.

Segundo a página eletrónica www.fridaysforfuture.org, que reúne as informações dos protestos a nível mundial, já aderiram à iniciativa de sexta-feira 111 países e há protestos agendados para 1.387 cidades, mas os números têm vindo a ser atualizados.

Para Portugal, por exemplo, só estão registadas cinco cidades no “www.fridaysforfuture.org” – em Lisboa, Lamego, Funchal, Celorico da Beira e Viana do Castelo – quando na realidade já estão anunciadas ações em 32 localidades.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here