Comissão de notários alerta que bastonário só pode praticar atos de mera gestão