publicidade

O Comissário do Conselho da Europa para os Direitos Humanos, Nils Muižnieks, e a sua equipa de trabalho visitaram, ontem de manhã, Torres Vedras com o objetivo de conhecer mais profundamente a realidade da comunidade cigana residente no concelho e o impacto do programa “ROMED 2”.

No Edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras, o Comissário foi recebido pelo presidente da Câmara, Carlos Bernardes, e pela vereadora do Desenvolvimento Social, Ana Umbelino, tendo reunido ainda com elementos da comunidade cigana que integram o Grupo Ativo Comunitário. Nesta ocasião, o presidente da Câmara atribuiu uma Medalha da Cidade ao Comissário Europeu, bem como ao delegado nacional do Projeto “ROMED”, Bruno Gonçalves, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver.

No decurso desta reunião, Nils Muižnieks manifestou-se bastante curioso em relação ao excelente exemplo de Torres Vedras no que concerne à integração de elementos da comunidade cigana, colocando diretamente várias perguntas aos elementos presentes, acerca do trabalho que têm realizado, perspetivas, projetos e de que forma funciona o Grupo Ativo Comunitário. Emprego, educação, igualdade de género, representações sociais dominantes em relação à comunidade cigana ou mudanças de mentalidade no seio destas comunidades, foram alguns dos assuntos tratados. Com efeito, o Comissário explicou o contexto da sua visita, salientando que tinha estado em Portugal para a realização de um relatório de trabalho e que agora, passados 5 anos, regressa para perceber como evoluíram os dados que tinha analisado.

Após esta reunião, a comitiva seguiu para conhecer o contexto laboral de dois elementos da comunidade cigana local que trabalham na Área de Espaços Verdes da Câmara Municipal de Torres Vedras. Foi no Parque do Choupal que Danilo Fernandes e Rui Ferreira conversaram com o Comissário Europeu acerca do seu percurso e sobre a importância da sua integração profissional.

Já na Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino teve lugar uma visita à instalação artística de Olga Neves – “A Roda”, na qual se transmitem algumas tradições e crenças da comunidade cigana e foi, ainda, apresentado o documentário “Olhar em Roda”, um projeto de cinema que derivou do olhar dos jovens sobre as raízes e vivências ciganas em Torres Vedras.

A visita do Comissário do Conselho da Europa para os Direitos Humanos terminou após um almoço preparado por duas cozinheiras da comunidade cigana local, onde foi dado a provar o “Guiso de Natal”, prato típico da ceia de Natal dos ciganos.

De destacar que a Câmara Municipal de Torres Vedras encontra-se, desde 2014, a dinamizar o projeto “ROMED 2” enquanto entidade parceira convidada. O ROMED2 é promovido pelo Conselho da Europa e União Europeia e tem como objetivo principal assegurar a equidade da mediação entre as comunidades ciganas e as instituições, promovendo a mudança através da participação democrática da população. Este projeto utiliza princípios de boa governança e exige a organização da comunidade como meio de desencadear um processo que seja sustentável e justo para todos. Para além da formação de um facilitador cigano e da criação de um grupo de ação comunitária (GAC – formado por cidadão ciganos Torrienses), o Município de Torres Vedras tem vindo a colaborar nas propostas apresentadas pelo GAC, bem como a encetar esforços no sentido de dinamizar ações (in)formativas, procurando criar contextos de partilha que conduzam à melhoria das relações entre as comunidades ciganas e a sociedade maioritária.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.