Comunidade cigana foi levada a “Viver o Romed”