Conhece a intervenção clínica Musicoterapia?
publicidade

Torres Vedras recebeu o primeiro simpósio sobre esta forma terapêutica.

No passado dia 18 de dezembro, o auditório dos Paços do Concelho de Torres Vedras recebeu o primeiro simpósio de musicoterapia numa organização do Coro Juvenil (CJCTV) e da CruzaMenTes – Companhia de Música Teatral. 

Na sessão de abertura, a vereadora da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, referiu os imensos benefícios da musicoterapia, uma ferramenta que pode oferecer possibilidades de mudança e melhorar a qualidade de vida das pessoas, em particular as mais idosas que sofram de doenças neurodegenerativas, como o alzheimer ou o parkinson.

Mas musicoterapia também tem áreas de intervenção para crianças e jovens tais como o autismo, a hiperatividade, problemas de atenção ou comportamento, entre outros.

Ana Esperança, presidente da Associação Portuguesa de Musicoterapia, explicou que este simpósio pretendeu mostrar as potencialidades da musicoterapia ao longo das várias etapas do ser humano, desde os mais novos aos mais velhos.

O evento contou ainda com a conferência “A Musicoterapia, enquadramento e situação actual”, por Teresa Leite, psicóloga clínica, musicoterapeuta e professora universitária. 

Nesta comunicação foi apresentada uma visão panorâmica do que é a musicoterapia, como e em que áreas se aplica e de que forma pode contribuir para uma intervenção multidisciplinar junto das pessoas com vulnerabilidades várias, desde o nível da manutenção do bem-estar à redução de sintomas e ao facilitar de processos de integração psicossocial.

A Musicoterapia é uma intervenção clínica na qual o terapeuta ajuda o indivíduo a promover a sua saúde através de experiências musicais.

A música tem a capacidade de alterar estados de espírito, criar bem-estar e potenciar o desenvolvimento e/ou reabilitação de competências cognitivas, comunicacionais, físicas e emocionais de crianças, jovens, adultos e idosos.

publicidade

Artigo anteriorCidadãos-modelo de 8 concelhos portugueses em projeto europeu para promover inclusão
Próximo artigoAutarquias só utilizaram 13% do valor do apoio financeiro para esterilizações
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui