Correção: Unidade de Cuidados de Saúde da Ventosa deverá estar concluída até 31 de agosto
publicidade

A abertura da Unidade de Cuidados de Saúde decorrerá após a instalação do equipamento necessário ao seu funcionamento pelo que as datas de abertura e requalificação da Unidade de Cuidados de Saúde de São Mamede da Ventosa ainda não estão definidas.

A Unidade de Cuidados de Saúde de São Mamede da Ventosa está a ser intervencionada com o objetivo de “melhorar as infrasestruturas físicas desta unidade, contribuindo-se dessa forma para uma melhoria na qualidade da prestação de cuidados médicos e de enfermagem, bem como de atendimento e acolhimento dos utentes”.

A Câmara Municipal de Torres Vedras promoveu na manhã de hoje uma visita à obra de Requalificação da Unidade de Cuidados de Saúde de São Mamede da Ventosa com a presença da arquitecta responsável pelo projeto da obra, Carla Duarte, que explicou toda a intervenção que está a ser realizada no edifício onde estava anteriormente sediada a Junta de Freguesia da Ventosa.

Na ocasião, Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, revelou que obra de requalificação da Unidade de Cuidados de Saúde de São Mamede da Ventosa deverá estar concluída até ao próximo dia 31 de agosto.

A abertura da Unidade de Cuidados de Saúde decorrerá após a instalação do equipamento necessário ao seu funcionamento pelo que as datas de abertura e requalificação da Unidade de Cuidados de Saúde de São Mamede da Ventosa ainda não estão definidas.

A unidade de saúde da Ventosa será constituída após a obra por um conjunto mais vasto de espaços, nomeadamente: sala de espera com espaço infantil, espaço de atendimento e secretariado clínico, gabinete de consulta médica, gabinete de consulta de Saúde da Mulher/Planeamento Familiar, gabinete de enfermagem, salas de tratamentos (pensos e injetáveis), sala de movimento/fisioterapia, sala de reuniões, sala de direção, sala de pessoal, vestiários, arquivo, sala de apoio informático e depósitos de material e de resíduos.

De acordo com a Câmara Municipal, “5276 munícipes serão abrangidos por este equipamento de saúde, que permitirá que todos os residentes na freguesia da Ventosa tenham médico de família (atualmente 56 por cento não possuem)”.

A obra tem um custo de cerca de 644 mil euros sendo cofinanciada em cerca de 84 por cento pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here