Covid-19: Arruda dos Vinhos vai desinfetar ruas e espaços públicos
publicidade

A Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos vai desinfetar na sexta-feira ruas e espaços públicos como prevenção contra a pandemia do novo coronavirus neste concelho do distrito de Lisboa, onde até terça-feira não havia casos confirmados de contaminação.

“Na sequência do agudizar da situação epidemiológica da COVID-19, a Câmara Municipal levará a cabo uma ação preventiva de higienização de ruas e espaços públicos nos aglomerados urbanos, aplicando uma solução à base de lixívia, durante o dia 19 de março”, refere este município em comunicado hoje divulgado.

Até terça-feira, não existiam casos de infeção no concelho, disse à Lusa fonte da unidade de saúde pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Estuário do Tejo, ao qual pertence o Centro de Saúde de Arruda dos Vinhos.

A Câmara Municipal, entretanto, ativou o Plano Municipal de Emergência.

A autarquia criou um serviço de entrega ao domicílio de medicamentos e bens de primeira necessidade para pessoas com mais de 65 anos ou pertencentes a grupos de primeira necessidade, com uma linha telefónica (263 116 327 e 962 217 634) para o efeito.

Foi também criado um serviço de apoio a crianças até 12 anos, cujos pais sejam ambos profissionais de saúde, elementos das forças de segurança ou bombeiros.

A autarquia já tinha suspendido todas as atividades públicas e privadas no concelho, visitas a lares, feiras, missas, batismos, casamentos e outras atividades de culto, ficando os funerais restritos a 10 pessoas.

Foram encerrados centros de dia, consultórios médicos, clínicas dentárias, clínicas de fisioterapia, de saúde e bem-estar, ginásios, alojamentos locais e hotéis, parques infantis, jardins públicos e recintos desportivos ao ar livre e esplanadas e restringida a lotação nos estabelecimentos de restauração e bebidas.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 189 mil pessoas, das quais mais de 7.800 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 81 mil recuperaram da doença.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou terça-feira o número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here