Covid-19: Barraqueiro Oeste diminui horários de todas as carreiras
publicidade

A empresa de transportes públicos Barraqueiro Oeste está a partir de hoje a reduzir os horários de todas as carreiras que assegura nos concelhos de Torres Vedras e Lourinhã, devido à pandemia do novo coronavírus.

Em comunicado, a empresa informou que vai passar a ter “horários reduzidos em todas as carreiras face às últimas informações sobre os cuidados a serem tomados para evitar a propagação do coronavírus”.

“Vamos proteger-nos a nós e às nossas famílias, contribuindo, individual e coletivamente, no respeito pelas regras definidas ao nível nacional e local”, referiu.

A Barraqueiro Oeste, que possui carreiras a operar nos concelhos de Torres Vedras e Lourinhã, no distrito de Lisboa, alertou que “os horários poderão ser reajustados diariamente”.

A empresa do grupo Barraqueiro Transportes lamentou os transtornos causados e pediu aos utilizadores para estarem atentos aos horários suprimidos, consultando o ‘site’ em www.barraqueiro-oeste.pt.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se já por 173 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes em 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.361 casos), a Espanha, com 638 mortes (14.769 casos) e a França com 264 mortes (9.134 casos).

Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de hoje até 02 de abril e prevê a possibilidade de confinamento obrigatório compulsivo dos cidadãos em casa e restrições à circulação na via pública, a não ser que tenham justificação.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo já tinha suspendido as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

O Governo também tinha anunciado o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here