publicidade

O Centro de Saúde do Cadaval, no distrito de Lisboa, está encerrado até domingo, depois de os quatro médicos terem ficado infetados pelo novo coronavírus, disse hoje o diretor do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Sul.

Questionado pela agência Lusa, António Martins confirmou que os quatro médicos que desempenham funções no Centro de Saúde se encontram infetados, razão pela qual a unidade “vai estar fechada até domingo para as instalações serem desinfetadas e os restantes profissionais testados”.

O primeiro caso de infeção foi conhecido na quarta-feira, tendo os restantes três médicos sido sujeitos a teste à covid-19, cujo resultado deu positivo.

Por isso, cerca de duas dezenas de profissionais daquele centro vão ser testados na quinta-feira.

Entre domingo e segunda-feira, o ACES Oeste Sul vai reavaliar se há ou não condições de reabrir a unidade, em função dos resultados obtidos nos testes.

O surto no Centro de Saúde do Cadaval “preocupa” o presidente do município, José Bernardo Nunes, que, em declarações à agência Lusa, disse que “não fica descansado até perceber se houve transmissão” para a comunidade.

As extensões de saúde de Vilar e Figueiros mantêm-se abertas.

Desde o início da pandemia, o Cadaval contabiliza 150 casos confirmados, estando 45 ativos, 101 recuperaram e quatro morreram.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.103 pessoas dos 192.172 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here