Covid-19: Centro Hospitalar do Oeste com internamento ocupado a 100%
publicidade

O Centro Hospitalar do Oeste tem ocupadas todas as 142 camas de internamento dedicadas à covid-19 e desde segunda-feira já transferiu seis doentes para outros hospitais, disse hoje a administradora, que não equaciona aumentar a capacidade.

“O internamento está com lotação máxima desde o fim de semana e já transferimos seis doentes desde o início desta semana”, afirmou Elsa Baião à agência Lusa.

Questionada sobre se o número de camas do internamento dedicado à covid-19 vai voltar a aumentar nos hospitais de Torres Vedras e de Caldas da Rainha, a presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) respondeu que, “nesta fase é muito difícil, porque também as camas de internamento para doentes não-covid estão ocupadas a 90%”.

O CHO não possui unidade de cuidados intensivos, o que obriga também a transferir doentes mais críticos para outras unidades.

Nos últimos meses, a capacidade de internamento para doentes covid-19 tem vindo a aumentar, tendo atingido as 142 camas (80 em Torres Vedras e 62 nas Caldas da Rainha), o que representa 59% de todo o internamento nas duas unidades.

O aumento da área de internamento para doentes covid-19 nos dois hospitais só foi possível porque “há menos doentes não-covid do que noutros períodos”, disse Elsa Baião.

“A maioria são camas cirúrgicas e, como não há cirurgias, os doentes ocupam menos camas”, explicou.

Segundo a responsável, dos 1.715 trabalhadores do CHO, existem 60 infetados e 42 em isolamento por terem tido contactos de risco com casos positivos e os restantes por outros motivos.

Uma vez que as consultas e as cirurgias programadas estão suspensas, também os profissionais afetos a esses serviços têm sido “deslocados e as equipas ajustadas de acordo com as necessidades”, justificou.

O CHO apelou para que os cidadãos se dirijam de preferência aos centros de saúde da região de modo a que os hospitais respondam apenas a casos de doença aguda.

Devido à falta de profissionais de saúde, o CHO ainda não conseguiu abrir uma enfermaria para doentes não-covid no hospital de Peniche.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra. Estes concelhos dividem-se entre os distritos de Lisboa e Leiria.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here